Sobre os incêndios, Sampaio o ano passado, Sampaio hoje.

Publicado por Manuel 17:28:00  

2 Comments:

  1. Anónimo said...
    Um desígnio nacional era que este senhor fosse apeado do cargo que ocupa, antes do prazo legal, por demência, que se manifesta pela falta de memória, e pela labilidade emocional que apresenta, chamada de lágrima ao canto do olho, neste caso lágrimas de crocodilo.
    Proponho que seja avaliado por junta médica independente e com exames feitos em país credível, se não se tratar de doença, o caso será muito mais grave.
    Pedro M said...
    Os que criticam a Monarquia têem aqui um exemplo do que pode acontecer à República.

    Jorge Sampaio: uma nódoa na história portuguesa. Comandante em chefe dos tachistas.
    Princípe do Lugar Comum.
    Rei dos acomodados.

Post a Comment