Bloco de Esquerda diz que "arrastão" foi "fuga de jovens de carga policial"


Baseando-se no relatório do Comando da Polícia de Segurança Pública de Lisboa e no testemunho de um filho de um membro da Assembleia Municipal de Lisboa, que obrigavam a uma "análise à luz de novas informações", a deputada Ana Drago afirmou que "não houve "arrastão", houve talvez furtos, mas o que aconteceu foi uma fuga de jovens de uma carga policial indiscriminada".

in Público

Publicado por Nino 08:32:00  

11 Comments:

  1. lino said...
    Vejam aqui
    http://daprosa.blogspot.com/2005/06/para-um-arrasto-no-traumtico.html

    a minha proposta para uma abordagem ao problema.
    Joao said...
    lololol
    Anónimo said...
    E esta gaja é deputada da Nação?
    marujo said...
    o BE defende o seu eleitorado. apenas isso. é isso a política.
    Anónimo said...
    Hi Hi Hi Hi Hi! Esta tipa é de morrer a rir! Puta que pariu (excuse my french)!!!
    josé said...
    Como a Drago, havia muita gente no pós 25 de Abril.

    Não está em causa a pessoa, mas um certo tipo formatado de pensamento único. Neste caso, o pensamento dito de esquerda e que de esquerda pouco terá, na medida em que se fossem poder executivo, lá se iam as pérolas do discurso que enfiam numa mesma linha agregadoira, a "xenofobia", o "racismo", a "intolerância"; como dantes enfiavam o "fassismo", o "reaccionário" e outras palavras de um linguagem que Orwell definiu melhor e que os franceses também chamam "langue de bois".

    A Ana Drago é uma seguidora da seita da langue de bois...
    coitada!
    zazie said...
    essa da seita da langue de bois foi uma maravilha!
    Luís Bonifácio said...
    Não compreendem nada!
    O maior desejo desta anã, é ser de extrema-direita, mas a dislexia atirou-a para a extrema-esquerda.
    De vêz em quando, o hemisfério cerebral direito suplanta o esquerdo e tudo faz para que a Anã Drago seja nomeada militante honorária do PNR, pelo númeor de aderentes que chamaou à causa nacional
    josé said...
    Zazie:
    Pois, o nosso provençal vinha do...Languedoc.

    A Provença foi o sítio das seitas: cátaros e quejandos floresceram a ouvir rumorejar as águas que desciam dos Alpes.

    Fica-lhe bem, à novel sectária, a langue de bois...
    Anónimo said...
    Acho que a Ana Drago é uma jovem com espirito! Só que anda equivocada no local onde fala! É que o Levanta-te e ri é na SIC, não é na Assembleia da Republica! Bem se calhar para ela não acha diferença entre um local e outro, mas para mim e para a maioria dos Portugueses já não é assim!! Quanto ao racismo acho que ela também anda enganada! É que ela ainda não se deu conta, mas esses pseudo-gangs desses bairros deprimidos quase só assaltam brancos! Se isso não é manifestação racista desses grupos então o que é?? Que me desculpem a maioria dos cidadãos de origem africana que honestamente vivem e trabalham no nosso pais, por este desabafo! Mas tenho que vos dizer que se vocês não convencerem os vossos jovens de que roubar não é um meio de vida com futuro, penso que estão a deixar um futuro muito mau para les e para vós próprios!
    Anónimo said...
    Parabens Ana Drago. Cada morte que acontece tambem é responsabilidade tua.
    http://parabensanadrago.blog.com/

Post a Comment