Anda por aí muito crente a vaticinar a reforma política do Dr. Jorge Coelho face à espectável performance autárquica do PS. A teoria é boa, o homem teve todo o espaço, todos os poderes, logo terá de assumir o desaire, que será quase de certeza o PSD continuar a ser o maior partido português. Acontece que esperar semelhante humildade do Dr. Coelho, que sabe mais a dormir que muitos dos seus criticos de ocasião acordados, é puro lirismo. Coelho será o primeiro a ser solidário com Sócrates e o primeiro a exigir a solidarieade de Sócrates, ou traduzindo, onde muitos veêm uma oportunidade de se livrar de Coelho este vê antes uma oportunidade soberana de domesticar Sócrates e se livrar dos que pensam poder facilmente livrar-se dele...

Publicado por Manuel 18:40:00  

4 Comments:

  1. Anónimo said...
    É só «lirismo» e conversa, senão de militante, pelo menos, de simpatizante...
    Anónimo said...
    O que o Manuel sabe!
    pedro said...
    O Jorge Coleho é o típico exemplo do político espertalhão e manhoso à portuguesa, não obstante a sua ignorância roçar a boçalidade,a irmã gémeada da petulância e do atrevimento. "Inda" há dias, num programa televisivo em que participa, falava nas diversas "raças" humanas... Mas como a ignorância não paga imposto e parece dar votos!
    irreflexoes said...
    E depois os outros é que praticam actos de fé:

    "o PSD continuar a ser o maior partido português".

    28% de intenções de voto se as legislativas fossem hoje. Vinte e oito!

Post a Comment