O segredo de justiça todo borrado

Em 17 de Agosto ocorreu um naufrágio de um trimarã, ao largo do cabo de S. Vicente, Sagres. Duas pessoas foram resgatadas e uma outra foi encontrada morta, em circunstâncias que presumem a ocorrência de um homicídio, pelo que foi instaurado um Inquérito criminal.

Este tipo de processo, tal como acontece com o que se passou nos processos Casa Pia, Sobreiros, Moderna, Freeport, etc. etc. (e só refiro estes para que se faça o respectivo termo de comparação), está desde logo abrangido por um rigorosíssimo segredo de justiça.

Porém, desde esse dia, a imprensa tem relatado com todos os pormenores, a evolução das investigações, em relatos que apontam inequivocamente para a violação desse segredo de justiça por banda das autoridades, sejam elas policiais ou mesmo judiciárias.

Em poucas palavras: é uma vergonha.Continuada.

O Público de hoje, chega ao ponto de escrever que " A PJ já agendou os interrogatórios, através do armador da embarcação registada em La Valetta ( Malta)".

Este tipo de infomaçáo vem necessariamente de alguém que tem o domínio do processo.

É por isso uma vergonha continuada o que está a acontecer. Com uma agravante: desta vez, ninguém se preocupa com a violação ampla e continuada do segredo de justiça.

Parafraseando um ausente, parece que toda a gente se está a c****para o dito segredo.

Então, para acabar este mau cheiro, mude-se a lei! Rápido.

Publicado por josé 18:25:00  

24 Comments:

  1. e-konoklasta said...
    Deixa-me despachar de deixar aqui o meu bilhete, enquanto a algazarra dura là por baixo...aquilo está divertido !

    Num país post-Estado Novo onde abundam ainda bufos no desemprego e as alcoviteiras, não é possível manter nem o segredo de justiça nem a lei que rege o segredo de justiça e... se calhar... nem a JUSTIÇA !
    zazie said...
    há coisas que já começam a cheirar mal.
    Esta sujeitinha veio aqui para aqui fazer-me perguntas de vida pessoal (a que não respondi mas tratei com toda a delicadeza e agora ainda tem a lata de me chamar a mim alcoviteira e bufa.

    Que grande tarada.
    zazie said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
    zazie said...
    aqui ou não se enxerga? Fui até muito simpática consigo. Não tinha qualquer motivo para o não ser.

    Mas galinhices e fufices passo, já me bastam os assédios da 2ª dama...
    e-konoklasta said...
    Zazie a metro ou a peso, pouco importa,

    Em todo o caso deixe em paz a Zazie no metro do Raymond.

    Se enfiou a carapuça, o problema é seu... mas já agora, digo-lhe que não tenho nenhuma confiança em si. Até tem falta de memória e esquece o sigilo pedido e já não é a primeira vez!
    e-konoklasta said...
    Amigos,

    Não deixem o debate descer mais baixo ! A pequena já se desacreditou que chegue...
    zazie said...
    v. é parva e malcriadona. Vem para aqui perguntar que tipo de homem é que tenho em casa e depois ainda tem a lata de me chamar alcoviteira!

    E eu não quebrei segredo nenhum. Não sei quem é nem me interessa e o mais que quero é que me large.

    Agora se tanto há pessoas que a tratam como mulher e outras como homem é problema seu.

    Ainda penso que as pessoas se incluem em 2 géneros_ o masculino e o feminino. E isso nada tem a ver com as tais nclinações sexuais "alternativas" que alguns prefiram.

    Agora considerar segredo o seu género só pode ser mais uma tara.

    A mim se me tratassem como um homem é que era capaz de ficar ofendida. E corrigia logo. Não é desvendar segredo nenhum chamar-se a Zazie e não o Zazie.

    Até podia ser tomado como falta de educação trocar-se o género a qualquer pessoa, use ela o nick que bem entender.

    Se v. é homem, ok. Então peço desculpa por ter pensado que era mulher mas fui atrás de outros tratamentos no feminino que lhe fizeram e os quais não emendou.

    Se é mulher e quer passar por homem decida-se- explique de uam vez por todas o género que adotpou para que não ande para aqui com fosquinhas bacocas.
    zazie said...
    largue. Até me ia passando. Agora tenho um travesti à perna. Como se Já não bastasse um estripador e uma 2º dama de sexo indefinido...

    ":O.
    naoseiquenome usar said...
    Valha-nos Deus estes comentários...
    Bem,
    em relação ao post, nada a dizer que não se saiba. O "segredo de justiça" ou a mera "confidencialidade das investigações" está confrangedoramente entalado pela cada vez maior submissão e dependência em relação à comunicação social...que, assim, erige e cataloga casos em "importantes/urgentes", ou não...
    hefastion said...
    Muito esquizofrénicos alguns comentários...
    hefastion said...
    Mude-se a lei.
    zazie said...
    valha-nos Deus estes comentários, não!

    Se calhar, se fosse consigo também não admitia que andasse para aí uma tarada a chamá-la bufa e alcobviteira quando a única alcoviteira foi ela.

    E eu até fiz vista grossa. Nem ligava à coisa. Fingi que não percebi e respondi com toda a educação com outra história ao lado.

    E como é que a tarada reagiu?
    Tem aí o link para confirmar-

    chamou-me alcoviteira e com mentalidade do Estado Novo e agora anda por aí a caluniar-me, dizendo que fui bufa.

    Toda a gente sabe que sempre defendi todas as pessoas incluídas no rol do JPP (em que ele/ela e também estava) precisamente por ter dito que eram pessoas que lançavam calúnias e boatos na blogosfera. E isso era uma enorme mentira. Acerca de todos.

    Ora esta estúpida, anda agora para aqui a fazer precisamente isso- a caluniar.

    E depois diz que eu quebrei segredo (acerca do géneroo que inventou e que etropia) porque tanto responde quando a tratam como sendo um homem ou como mulher.

    Mas alguém que não seja anormal considera que o género de uma pessoa é uma devassa à privacidade? está tudo louco ou quê?!?

    É claro que se quer passar por homem tem de refinar o papel. Não é com galinhices destas que engana alguém.
    O máximo que podia passar era por bichona, no caso de não querer fazer figura de galinha.
    zazie said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
    rb said...
    Não sou apologista do fim do segredo de justiça em absoluto mas duma maior abertura. Os interesses a ele subjacentes são demasiado importantes para serem atirados borda fora.

    Está em causa, não só evitar comprometer a eficácia e o sucesso duma investigação criminal, como também, proteger a intimidade e dignidade dum arguido sem culpa provada, i.é., o segredo de justiça destina-se a proteger a investigação e o próprio investigado, a acusação e a defesa.

    Tratando-se de figuras públicas, a lesão que a publicidade do processo é susceptível de provocar num cidadão alvo duma investigação é altamente potenciada pela comunicação social, sempre ávida de segredos e de históras quentes, e essa lesão é praticamente irremediável. Por isso, há violações e violações de segredo.

    Jutifica-se manter o segredo de justiça, sobretudo para "nos" proteger duma investigação que pode muito bem ser infundada e ser, simplesmente, arquivada. A fase de inquérito gira em torno de meras suspeitas ou indícios que podem ou não ser suficeintes para acusar.

    Mas uma maior publicidade da investigação impõe-se, sobretudo nos caso mais mediáticos onde é quase impossível evitar as fugas de informação tal é a sua procura.

    Só que, tem sido o MP, justamente, quem mais se tem mostrado avesso a uma maior abertura do segredo de justiça, quando, na verdade, há tantas e tantas situações, que sob o argumento da protecção da eficácia da investigação. em que o mesmo não se justifica e chega a ser ridículo. A prisão preventiva é uma delas.

    PS1: no post, porque é que inquérito tem honras de maiúscula e porque é que o parafraseado está ausente?
    PS2: porque é que não há caixas de comentários privadas dentro das caixas gerais ...
    hefastion said...
    »»»desta vez, ninguém se preocupa com a violação ampla e continuada do segredo de justiça»»»»


    Tá bom de ver porquê...não é? (até nem são cidadãos nacionais...)

    Tinha graça é que o MNE francês chamasse o embaixador de Portugal em Paris para lhe apresentar um protestozinho....
    zazie said...
    é esquizo pois. Mas a estúpida que volte a repetir o boato e vai ver o que é ficar em cacos.

    Se há coisa que me enoje é precisamente a devassa e a cuscuvilhice. Podem dizer que digo palavrões ou que sou brutinha mas chamarem-me alcoviteira é que nunca.

    E esta estúpida só veio com isso por que veio para aí com paleio de "queima soutiens" e estatísticas e eu não lhe dei trela. Se calhar estava à espera de me converter à Ilga... é que não me faltava mais nada.
    hefastion said...
    A interactividade tem limites.
    Boa noite.
    Joao said...
    Mas a lei não é para se cumprir? Sempre pensei que seria...
    Inês said...
    As pessoas estacionam os carros em todo o lado?
    - Acabe-se com as proibições de estacionamento!
    Ninguém respeita os limites de velocidade?
    - Acabe-se com os limites de velocidade!
    Os patos bravos constroem por todo o lado?
    - Acabe-se com o ordenamento!
    Cada vez há mais ladrões?
    - Acabe-se com a propriedade privada!
    Há cada vez mais crimes?
    Descriminalize-se o crime...
    rb said...
    Julguei que este escatológico post tinha em vista a discussão sobre o fim do segredo de justiça, como defende o seu autor, inconscientemente, diria. Pelos vistos esta caixa está a servir para outras bestialidades. São as leis da blogsfera ...
    zazie said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
    zazie said...
    olhe atento, espero que tenha lido a bestialidade e não se queira confundir com ela. Também acho que os comentários não deviam servir para estas peixeiradas.
    O problema é que à conta disso há quem lance boatos

    Se eu escrevesse aqui numa caixinha de comentários que v. tinha sido pide e ainda por cima andava a devassar a vida dos outros, tenho a certeza que encontrava logo outras funções nos comentários para além da achega aos posts.
    zazie said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
    zazie said...

Post a Comment