PSD admite referendo sobre o aborto em Abril

O PSD "não se oporá" à convocação de um referendo sobre o aborto caso este seja marcado para Março ou Abril do próximo ano - e esta é uma das decisões possíveis de Jorge Sampaio quanto à marcação da consulta sobre a despenalização da interrupção voluntária da gravidez. (…)

Diário de Notícias

Mais vale tarde que nunca.

Publicado por Manuel 00:05:00  

5 Comments:

  1. Anónimo said...
    O PSD não quer referendo nenhum, adia para Abril para depois ser adiado para outra data até ao dia de são nunca
    Tiagho said...
    Claríssimo. Marcariam um referendo para um domingo de Abril, de preferência com "ponte", para estar todo o mundo de fim de semana.
    Não sendo eu votante PC, concordo, no entanto com eles, nesta matéria. Se há 23 anos se discute a ivg, no Parlamento; se o último referendo não foi vinculativo devido à fraca percentagem de votantes; se se assistiu a um vergonhoso negócio Guterres/Marcelo, em troca da regionalização e a manigâncias, por 1 voto, para a Lei chumbar na AR, porquê mais este calvário, expondo-se às chantagens da direita ? Que equilíbrios e negócios do PS, estarão atrás disto? Não me venham cá com moralismos e éticas políticas hipócritas, que já não pegam.
    Clara Martins said...
    O primeiro anónimo tem toda a razão. Aliás o PSD argumenta que não se pode marcar o referendo antes de Outubro de 2006, porque, na óptica deles, é nessa altura que começa uma nova sessão legislativa, e afinal agora querem em Abril de 2006?!? O PSD só quer empatar, chatear o PS e não quer referendo nenhum!
    André Carvalho said...
    Com a liberalização do aborto o estado vai "poupar" na comparticipação da pílula e aumentar exponencialmente a despesa nos serviços de saúde.

    Ai está um referendo que nem sequer vou votar... o portugueses que decidam, pois geralmente decidem mal.

    http://geracao-rasca.blogspot.com
    Patrão said...
    Caros políticos, de direita e de esquerda,

    Não tenham medo do resultado de um referendo ao aborto.
    Com certeza que a nova lei não terá efeitos retroactivos!!!

Post a Comment