Crime?


Esta jovem beldade que aparece na foto chama-se Debra Lafave, é uma professora norte-americana, tem 26 anos, e foi detida após ter violado o regime de liberdade condicional por ter mantido relações sexuais com um rapaz de 14 anos, que era seu aluno.

Vejam bem: o moço tem 14 anos, não tem 7 nem 8. Ela 26. A lei chama a isso crime. Eu chamar-lhe-ia, a avaliar pela foto anexa, uma grande sorte do rapaz.

Mas, por certo, serei eu que estou enganado.

Publicado por André 14:57:00  

13 Comments:

  1. Manuel said...
    Ora bem, ...

    Imaginemos que no lugar da louraça de olhos claros, professora, de 26 anos, estava um 'Cristiano Ronaldo', e no lugar do aluno de 14 anos estava uma.. aluna, também de 14 anos... Também era a sorte grande à rapariga, sair-lhe na rifa o Ronaldão ? Guess not...
    Carlos said...
    Ó Manel,

    Eu não apresentava queixa. Homem que é homem, come e cala!

    (Ó André, este post vai dar bronca)
    André said...
    Há, como sabem, outro caso bem mais demonstrativo daquilo que quero transmitie no post, que é o da Mary Kay Letorneau, que já esteve preso por mais de dois anos por um caso com um um ex-aluno, então com 13 ou 14 anos e hoje já maior.

    Ele sempre garantiu que foi com mútuo consentimento e vivem hoje juntos.

    É claro que, em muitas situações, a diferença de idades em causa
    (26/14) constituirá crime, mas muitas outras haverá como estas duas...

    A questão é, muito simplesmente, esta: um rapaz de 14 anos e uma mulher de 26 numa relação de mútuo consentimento deve ser crime?

    Um rapaz de 14 anos que já tenha iniciado a vida sexual não tem capacidade para conseguir escolher de forma livre e responsável?

    Se é para dar bronca, que venha a polémica então...
    Carlos said...
    "Um rapaz de 14 anos que já tenha iniciado a vida sexual não tem capacidade para conseguir escolher de forma livre e responsável?"


    Ó André, tu andas bem, pá?

    Tens tomado a medicação? Ou és como o Manel que o médico diz 3x por semana e ele toma 3x ao dia?
    Dr. Assur said...
    Na nossa altura, com 14 anos só nos era permitido puxar pela natureza. Triste sorte não ter nascido na América...
    André said...
    Confirma-se, venerável irmão Carlos: está lançada a polémica...
    Carlos said...
    "puxar pela natureza" é giro
    naoseiquenome usar said...
    Com 14 anos, estar-se-à apto, fisicamente a tudo.
    Agora, como psicologicamente se processa a informação e se destrinça a vontade física, das consequências - morais, psicológicas e sociais - para além das estruturais/constitucionais - futuras, lá isso é outra história, e não me parece de sucesso.
    luis said...
    Meus amigos, é consentida, mas não deixa de ser pedofilia. Técnicamente, é pura e simplesmente pedofilia, à luz da lei de qualquer um dos estados dos EUA. Não sei em que estado se passou o caso, mas a idade de consentimento mais baixa nos estados americanos é 16 anos. Logo, tendo o rapaz apenas 14 anos à data das relações sexuais com a senhora Lafave, é crime aquilo que ela praticou com ele. Em Portugal, onde a idade de consentimento é, para relações heterossexuais pelo menos, de 14 anos, já não seria crime. É a vida. Dura Lex Sed Lex.
    patio said...
    Eu aos 14 "puxava pela natureza" a ver revistas. que sorte teve este jovem e ainda por cima a gaja é boa!Cá para mim foi a ASAE!

    pedro oliveira
    patio said...
    a rapariga é "quente" 83º!
    Dylan T. said...
    Talvez fosse sensato apagar a pérola.
    Se o José dá por este post manda encerrar o blog...

    Dylan T.
    Dr. Assur said...
    Era tal qual como dizia o amigo Pedro Oliveira. O único problema era, em movemntos mais "violentos", algumas folhas ficarem coladas.

    Actualmente com feras dessa à solta, puxar pela natureza torna-se traumático.

Post a Comment