sobre o Deserto

Outlier: O resto é paisagem

"Antes, o roteiro da arte contemporânea terminava em Madrid. A partir de hoje, começa aqui, em Lisboa". José Sócrates, ontem, na inauguração do Museu Colecção Berardo.

Não quero ser chato nem "polícia da linguagem". Mas isto deve querer dizer que o Museu de Arte Contemporânea de Serralves fica algures entre Barcelona, Valência e Madrid. E nem falo disto.

Pedro Magalhães, sem margens de erro

Publicado por Manuel 14:09:00  

3 Comments:

  1. josé said...
    A arte contemporânea, para o Sócrates deve ser algo que lhe disseram que era, quando lhe apresentaram o Berardo.

    Nem foi assim há muito tempo. O tipo ainda nem há dois anos andava a arrastar a vestimenta preta junto de quem lhe fizesse de preceptor do Primeiro.

    Gostaria de saber quem foi, mas o Ministro da Agricultura não foi de certeza. Acho...

    Que pinderiquice! Como é que chegamos tão baixo?!!
    Alexandre said...
    Como se sabe, a ignorancia é irmã da arrogancia. Ambas são caracteristicas intrinsecas de quem é hoje poder. Um individuo que acha que o paradigma da sofisticação está na colecção da arte de um tal Berardo e nums quaisquer fatos Boss especialmente desenhados para jogadores de futebol da segunda divisão.
    Pedro said...
    Deus perdoai-lhes as ofensas, que eles não sabem o que dizem nem o que fazem...

Post a Comment