não se faz

  • É, depois de tantos desmentidos, e com tanta convicção, de originais tresmalhados e de segundas vias, sui generis, não é que agora são os 'tratantes' da Universidade Independente que falam(oops) em documentos falsificados, naturalmente para denegrir a imagem daquela instituição...

  • Um bando de engraçadinhos agora empolado pelo Dr. Vital descobriu que alegadamente o Dr. Mendes usa o título de Advogado sem alegadamente o ser. Apesar de não constar que o Dr. Mendes tenha acabado o curso ao domingo, alegam implicitamente que logo a situação do dirigente laranja é similar à de Sócrates. Não é, mas mesmo que fosse isso não era motivo para 'deixar' Sócrates, até porque já se percebeu que Sócrates não está sozinho neste imenso oceano de originalidades. Dito isto, não deixa de ser triste este nivelar - conformado - por baixo.

Publicado por Manuel 10:09:00  

8 Comments:

  1. Carlos Medina Ribeiro said...
    Jô Soares tinha um número (muito repetido, como eram todos) em que a personagem, acusada de qualquer coisa, peguntava:

    «Mas sou só eu?! Cadê os outros?!»

    Compreende-se, em certas circunstâncias, essa indignação - nomeadamente quando está em causa alguém (ou grupo) perseguido ou discriminado propositadamente.

    Mas o certo é que essa argumentação é perigosa, pois dá cobertura à "conversa-de-taxista" do «Ora, ora... não é o único (...)» - que pode servir para tudo e mais alguma coisa.

    -
    No fundo, é a anedota do elefante, que «passa despercebido na Baixa se for no meio de uma manada».
    acilina said...
    Este comentário foi removido pelo autor.
    Roy Bean said...
    Concordo acilina!
    Por isso continuo na minha: há que exigir a demissão do senhor! E quanto antes.
    acilina said...
    Toda a gente sabe o nível de exigência e de rigor em algumas universidades privadas. Uma universidade que fala em "erros normais de secretaria" como se não tivessem importância nenhuma... Como seria se fossem erros ANORMAIS?...
    As diversas notas de uma mesma cadeira! "erros normais de secretaria" ????!!!!

    Por outro lado, admitir que foram, erros, lapsos, enganos, não branqueia o assunto.
    Há que pedir responsabilidades!

    Em 1993 Sócrates era apresentado no livro oficial do Parlamento, como sendo licenciado em Engenharia Civil, com uma pós graduação em Engenharia Sanitária, quando ele nem sequer graduado era!!!
    O mesmo aconteceu em 1995, em publicação no Diário da República, num despacho de nomeação do governo de Guterres.
    Ele esteve a passar por aquilo que não era. Apresentou-se aos portugueses fazendo publicidade enganosa sobre si próprio.
    Para mim, esta atitude é própria de um falsário, tipo Alves dos Reis.
    Não nos venham atirar areia para os olhos.
    Isto é muito mais grave, mas muito mais, não tem nada a ver com uma pessoa ser tratada por advogado quando é apenas licenciado em direito ou ser tratado por engenheiro quando é apenas licenciado em engenharia!
    Mas ninguém repara que isto é diferente?
    Uma coisa é alguém dizer a outrem, querendo bajular, "Sr. Engenheiro", outra muitíssimo diferente é alguém mandar publicar (ou deixar publicar e ficar caladinho que nem um rato até que a bomba rebente) no Diário da República sobre si próprio "Engenheiro não sei das quantas", quando não o é coisíssima nenhuma. Sobretudo quando é um membro do governo e mesmo um primeiro-ministro.
    É muito mais grave!!!
    Carlos Medina Ribeiro said...
    Lembram-se da «Gabriela»?

    E da música em que se dizia «É tudo natural, etc e tal...»?
    acilina said...
    Isto é um julgamento de carácter, sim senhor!
    E não será de exigir carácter a um primeiro-ministro???
    Então, a quem exigir que seja uma pessoa idónea e respeitável?
    Como poderemos confiar na governação de alguém sem carácter?
    Tantas medidas que afectam tanta gente nas mãos de alguém que provou que os critérios de rigor se aplicam a todos menos a si próprio?
    Inspira confiança?
    Alguém se sente seguro?
    lv said...
    Mas entao nunca trabalhou como advogado? Nunca defendeu ou ninguém?!
    Estranho.
    Zé Luís said...
    Apanha-se mais depessa um mentiroso que um coxo, por muito boa forma que se ache o Mantorras! lol!

Post a Comment