Fraude

Cartoon daqui.

Em nome do " purismo", conviria que José Sócrates, amanhã, na entrevista à televisão, explicasse a reazão concreta pela qual, em 1993, se intitulava já "licenciado em engenharia", sem o ser verdadeiramente e por isso mesmo, mentindo descaradamente ( se esta notícia for verdadeira).
Não se trata de confundir os termos, fazendo-se passar, no trato comum, por engenheiro quando era apenas mero bacharel ou engenheiro técnico.
Trata-se exactamente de fazer constar num currículo oficial, a categoria de "licenciado em engenharia" quando efectivamente ainda o não era e eventualmente só o viria a ser três anos depois.
Agora, é muito simpes, Vital Moreira: não se trata de um purismo mesquinho, vir para aqui com estas coisas. Trata-se apenas de mera fraude, se esta notícia se confirmar. Fraude mesmo, percebe?!
Aditamento, às 17h e 20:
Afinal, segundo o sempre prestável Gabinete do Primeiro Ministro ( os gabinetes ministeriais fizeram-se tamém para isto, pelos vistos) foi "lapso" . De quem? Ora... "atribuível apenas aos serviços do grupo parlamentar ou aos serviços da Assembleia da República"
Acontece que estes serviços parlamentares não querem apanhar com a água sacudida do capote alheio, certamente no seguimento da sugestão para "sacudir a pressão".
Por isso, "estes serviços parlamentares de apoio lembram que se limitam a transcrever os dados que são preenchidos pelos deputados num impresso que existe para esse efeito. "
Pelos vistos, José Sócrates ou alguém por ele ( o Gabinete é do Primeiro Ministro, não é bem do senhor José Sócrates...) acham que somos todos uma cambada de parvos. "Os serviços parlamentares do PS" parecem não querer fazer a figura de urso e por isso temos mais matéria para investigar.
E que tal um inquérito parlamentar, esforçadíssimo Ricardo Rodrigues? E que tal mais um inqueritozinho, Fernando Rosas?!
Vamos má a isso. Façam o esforço do costume...

Publicado por josé 12:53:00  

3 Comments:

  1. lusitânea said...
    Nos DR os lapsos costumam ser emendados.
    Quem foi o motor da despenalização do consumo de droga?Contra o parecer da sacrossanta ONU?
    Do aumento dos consumos que até os cegos já devem ver?
    Os voluntarismos em matéria de governação tornam-se por vezes fatais.Depois sacode-se a água do capote e pronto venha OUTRO...
    ; -) said...
    Isto não é um abuso?

    Usar o "Gabinete do Primeiro Ministro" para lavar a roupa suja do Senhor (não sei se lhe possso chamar assim) José Sócrates?

    Isto já é bem mais grave que "roubar" umas fotocópias ou umas esferográficas lá do escritório... parece-me a mim.
    zazie said...
    vamos fazer a onda para ver se eles animam e lá se atiram ao inqueritozinho

    ";O)))

    sacanas d'um caraças. Vendidos!

Post a Comment