E voce já é dono da sua Associação Mutualista

Em Portugal nada nos deveria ter o condão de nos espantar.

No final do ano passado, o governo iniciou um ataque á banca.


Primeiro foram as prácticas "imorais" sobre os arrendondamentos e que o governo por considerar ilegal, decidiu legislar. No entanto essa ilegalidade, não impediu o ministério das finanças de assinar um acordo comercial com o MilleniumBCP, em Janeiro de 2006, onde o arrendondamento para crédito á habitação era de 1/4 superior para créditos concedidos a funcionários do ministério.
Depois, veio a questão da taxa efectiva de IRC que é paga pelo sector bancário. Mexeram-se nas provisões e na sua dedução ao lucro tributável, mas não se mexeu no óbvio.
Em Portugal existem bancos e bancos. Ou melhor, existem bancos e existe uma associação mutualista que beneficia da isenção de IRC, pelo simples facto do objecto social das associações mutualistas ser o de promover obra social junto dos seus associados, através do fundo de solidariedade associativa e da fundação Montepio.
Ora uma associação mutualista que tem créditos concedidos sobre clientes de 13,4 mil milhões de euros, que tem depósitos captados de 8 mil milhões e um activo de 15 mil milhões, ou não anda a fazer obra social nenhuma, ou então é um banco.
A associação Mutualista Montepio Geral, deu resultado médio líquido entre 2001 e 2004, de 40 milhões de euros. Em 2005, o seu resultado líquido foi de 51,5 milhões de euros e no primeiro semestre de 2006, o seu resultado líquido foi de 31,8 milhões de euros.
Como não paga imposto porque é uma associação Mutualista, o Estado e se considerarmos uma taxa efectiva média de 18 %, e no período entre 2001 e 2005 não arrecadou 37,98 milhões de euros de impostos. Se tivermos em linha de conta o resultado líquido apenas do 1º semestre de 2006, o imposto que seria pago e não o será é de 5,4 Milhões de euros.
Ou seja, por outras palavras, apenas 42 milhões de euros que não entraram nos cofres do Estado. E era nisto que o governo deveria ter mexido e não mexeu. Até porque poderia ter aproveitado a boleia da nova campanha publicitária do Montepio Geral.


Ninguém diria que estas pessoas são donas do seu Banco.
Um banco diferente dos outros, é certo. Que aposta na solidariedade e no associativismo como valores principais. Que se preocupa em dar as melhores condições para ajudar os seus associados a concretizar os seus projectos.


E voce já dono do seu BANCO?

Publicado por António Duarte 10:35:00  

2 Comments:

  1. lusitânea said...
    E o administrador ainda vai morrer no seu posto de trabalho onde faz voz pelo governo...
    teixeira dos santos said...
    Bom, quem posta uma barbaridade destas é porque não sabe do que está a falar. A Associação Mutualista, tal como o nome indica, não é um Banco Comercial como os outros (aquela alegoria do Dono do Banco é apenas uma forma de chamar à atenção que qualquer pessoa pode ser associado e tem direitos como todos os outros têm de participar nos destinos da associação e de participar nas suas actividades de solidariedade social). A Associação Mutualista é uma IPSS, pelo que reconhecidamente tem obrigações sociais que cumpre junto dos seus associados e de projectos sociais fora da sua esfera associativa. Quando se diz que o Montepio teve lucros, é "meia-verdade", uma vez que os lucros da Caixa Económica (a vertente bancária) são integralmente transferidos para a Associação Mutualista (após as respectivas reservas legais e estatutárias) e distribuídos pelos seus associados, fundos de solidariedade associativa e outros fundos de solidariedade social.

    Enfim, e ainda há quem poste barbaridades destas... Por favor, cultive-se antes de mandar "bojardas" para o ar!!!

Post a Comment