Fatal

... como o destino



“O Sr. Conselheiro, dizem-no as pitonisas, vai ser o próximo Presidente do Supremo Tribunal de Justiça. Admito que assim seja, embora não possa deixar de registar o significado de assim vir a ser.”

José Miguel Júdice,
(“Público”, Julho de 2004).


Não foi possível confirmar rumores públicos que afirmam ter sido avistado o Abade de Cluny a entoar “Not Guilty” à porta de S. Exa. o Desemb. Rangel.

Publicado por Gomez 12:58:00  

2 Comments:

  1. Zé (u phamôzu!) said...
    tudu santu...
    Gomez said...
    No discurso de posse, o Sr. Conselheiro definiu um alvo claro. E, como mandam as regras, evitou, desta vez, abrir as hostilidades – a que nos vem habituando - contra aqueles que lhe poderão vir a ser úteis como aliados – como é o caso dos advogados.
    Alberto Costa que se cuide.

    O Sr. Vice-Presidente do CSM, Cons. Santos Bernardino, declarou – presume-se que adequadamente agasalhado – que “todos temos esperança de que esta eleição represente uma lufada de ar fresco”.
    De facto, o amigo Ministro já não se livra de apanhar um resfriado.

    As coisas são o que são.

Post a Comment