PR em balanço

Uma boa pergunta, no blog Do Portugal Profundo:

O Presidente da República já chamou Pedro Namora, Felícia Cabrita, Manuela Moura Guedes e Joaquim Vieira para se inteirar da perseguição política e profissional que têm sofrido?

Publicado por josé 13:27:00  

21 Comments:

  1. Luis Grave Rodrigues said...
    Talvez seja um pouco precipitado retirar conclusões apressadas dos artigos publicados no «Correio da Manhã», principalmente os que se referem ao «Caso Casa Pia».

    O facciosismo às vezes é tão gritante que até é chocante.

    Como se pode ver aqui:

    http://rprecision.blogspot.com/2006/01/indcios-de-perseguio.html


    .
    josé said...
    "Se é opinião unânime que uma investigação reconhecidamente incompetente, aliada a uma acusação apressada e quase exclusiva de figuras mediáticas, só terá contribuído para a impunidade de muitos dos verdadeiros pedófilos, talvez um dia se venha a conhecer qual a verdadeira responsabilidade e as autênticas intenções de quem esteve à frente quer da investigação criminal quer também da sobre-exposição mediática que todo este caso teve."

    Esta afirmação de luis grave rodrigues, no seu blog, é eloquente. Além do mais, pelo processo intencional que desencadeia, na linha da cabala e que se atropela na própria argumentação sobre a "investigação incompetente".
    Que sabe luiz grave rodrigues sobre investigações competentes neste tipo de crimes?!
    Alguma vez as fez?!

    Pela minha parte, não me atrevo a qualificar a investigação como "reconhecidamente incompetente", até saber exactamente como se fez.

    As únicas peças do processo que me foi dado ler, foram publicadas pelos jornais. E por isso, coloco dúvidas, não certezas.
    E nessas dúvidas publicas, tento equilibrar a balança daqueles que acham a "investigação incompetente", mesmo sem saber comos e faz e tomam partido pelos arguidos, sem ligar ás vítimas.
    zazie said...
    josé,

    com esse aí nem vale a pena perder tempo. É a nova vedeta dos fanáticos ateístas e o que sabe é escrever calinadas históricas que deviam dar direito a mandar para a primária.

    É um xuxialista-fanático-ateu-militante-republicano-e-laico.
    Está tudo dito.

    e a chatice é a xangai-lina andar muito atarefada que já devia ter feito explodir aquela porcaria...

    ":O.
    Tonibler said...
    Os despedidos em causa, tirando o Namora, passaram meses de volta de notícias que, afinal, diz o sistema judicial eram falsas. Para um jornalista, não vejo bem o que esperava.

    O Namora, realmente não faço a menor ideia porque foi despedido. Ele e os 150 mil que perderam o emprego os últimos tempos.
    cidadão profissional said...
    O que faz um coordenador do gabinete de TURISMO, da Câmara Municipal de ... Odivelas?
    Fernando Martins said...
    Talvez os senhores que falam "precipitadas conclusões" e auguriam processos de P. Pedrosa ao Estado devessem esperar pelo actual processo Casa Pia e por tudo aquilo que irá ficar provado (bem como pelas eventuais condenações...). É que neste processo têm sido reafirmadas acusações a PP muito graves - será que, após este processo, o "senhor" não irá apor o trazeirinho num banco muito duro, dito dos réus...?
    Luis Grave Rodrigues said...
    Caro José:

    Está enganado: nem de perto nem de longe "defendo" qualquer tipo de «teoria da cabala» nesta história do «Processo Casa Pia».

    Pelo contrário, acho que, uma vez mais, a melhor explicação para um determinado problema é a mais simples: a pura e simples incompetência dos agentes que intervieram no processo.

    Nem sequer lhes dou crédito à inteligência para pensar que se dedicaram a congeminar uma cabala.

    São simplesmente incompetentes!

    E a incompetência vai a tal ponto que o próprio Procurador Geral da República tem a pouca vergonha e a falta de hombridade e de dignidade de se manter no seu posto como se nada fosse quando, depois de ter avocado o processo para a sua esfera de competência pessoal, viu um acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa (no processo do Paulo Pedroso) acusar o Ministério Público de «retirar conclusões ilegítimas» e de «tentativa de manipulação grosseira de depoimentos»!


    Diz-me, caro José, que
    «Pela minha parte, não me atrevo a qualificar a investigação como "reconhecidamente incompetente", até saber exactamente como se fez».

    Não precisa de o fazer.

    O Tribunal da Relação já o fez!

    Faça-me, pois, uma coisa: tendo tudo isto que agora lhe disse em vista, leia novamente o último parágrafo do meu post no «Random Precision».

    Talvez agora concorde mais com ele...


    Um abraço, e um bom ano de 2006!


    L.G.R.


    * * * * * * * * * * * * * * * * * *


    Cara Zazie:

    Ama o seu próximo como a si mesma?...



    .
    josé said...
    Caro LGR:

    O erro em que incorre pelo simples facto de atribuir ao Tribunal da Relação o que pertence ás alegações do arguido seu correligionáro,não me aconselha a comentar muito mais do que esta pergunta o pode fazer:

    O que acha dos depoimentos das vítimas no decurso do presente julgamento e ainda do depoimento do arguido principal?!
    zazie said...
    eu cá amar amo quem amo, ora! e quanto ao resto um bom CATAPUMMMM... também dá um grande gozo. Mas, como disse, a expert nessa cena é a Xangai-Lina. Por mim gosto sempre de assistir a um bom fogo de artífício, agora que já não se pode esperar por outros... ainda que vocês bem se esforcem...
    né?

    mas isto até nem tem nada a ver com crenças ou militâncias de orfãos do demo. Tem a ver com ódios de estimação e em primeiro lugar entram logo os burros com galões que gostam de falar de cátedra
    zazie said...
    a essa pergunta o ateu-militante-xuxialista-e-republicano se tivesse coragem havia de responder o mesmo que o outro apaniguado:

    "esses putos ranhosos têm a credibilidade moral reduzida a cinzas"- não contam- só os nossos ex-futuros-primeiros é que têm legitimidade para estarem acima da lei e nem se dignarem a ir a julgamento
    lusitânea said...
    Para que não fiquem dúvidas eu desde já declaro que para mim pedófilos e gays deviam ser sujeitos a tratamento médico radical.
    Por vezes o que dizem os tribunais não é propriamente o que "deveriam dizer".Por isso defendo a "apartidarizaçã" dos mesmos, que é para não andarem a espreitar nas escalas antes de distribuirem os processos...
    Realço uma coisa já referida e que tenho ouvido nos telejornais os ditos "abusados" CONTINUAM a implicar o PP. Ora ou a juiza acaba com tudo e absolve todo o mundo ou tem que voltar a chamar o PP até para nós não pagarmos a indemnização...
    Antonio Balbino Caldeira said...
    José

    Na biblioteca do velho edifício do ISCSP (o Palácio Burnay) houve um aluno irónico que acrescentou ao dístico na porta de entrada que pedia "Silêncio" aos utentes o complemento "do poder", glosando o tema de Ciência Política.

    O "silêncio do poder" era mais adequado, à sala onde o burburinho era a lei do que o conselho da bibliotecária ou os ralhos da funcionária que reclamava dos alunos pedirem muitos livros que ela, velhota, tinha de ir buscar às prateleiras da biblioteca fechada.

    Aqui, no Portugal comprometido pela corrupção sistémica, o silêncio do poder é a lei da selva. De modo, que também a Zazie não deve estranhar. A princípio, custa, mas depois entranha-se, como dizia o Pessoa. A muitos já se entranhou...
    zazie said...
    aquela cena dos postes para o Random Precision também me anda a fazer frenicoques. É cada bacorada que ele manda para lá...
    Era só um pequeno desvio e lá ia mais outro ao ar...

    eheheh

    se fosse plágio a dizer coisa certa ja´tinha caído o Carmo e a Trindade. Como é asneira de burro original não se liga...
    Luis Grave Rodrigues said...
    Caro José:

    Acho dos depoimentos das vítimas e do arguido principal o mesmo que acho dos depoimentos dos outros arguidos ou dos restantes intervenientes do processo.

    Não seria uma atitude mais aconselhável esperar que quem tem acesso a todos esses depoimentos em toda a sua plenitude faça deles o competente balanço, antes de julgar este ou aquele arguido por antecipação ou simplesmente pelos títulos bombásticos deste ou daquele jornal?

    Ou é a favor dos julgamentos populares?

    *

    Quanto às expressões que constam das alegações de recurso de Paulo Pedroso que citei, elas foram reproduzidas explicitamente, umas, e implicitamente, outras, no acórdão da Relação.

    *

    Garanto-lhe que não há ninguém neste planeta que mais se repugne pelo crime de pedofilia e outros quejandos.

    Acho que a pedofilia é o mais baixo a que um ser humano pode descer!

    Por isso mesmo, me revolto com o simples facto de que, sabendo todos perfeitamente que houve largas centenas de crianças violadas por esse Portugal fora, somente estejam a responder por esses crimes meia dúzia de pessoas, ficando impunes a maior parte dos pedófilos responsáveis por essa violações e cujos nomes só ouvimos segredar de vez em quando.

    Só acho que a ânsia condenatória e o ódio destilado por tanta gente contra os arguidos agora em julgamento (que os "enforquem" se forem culpados) esteja precisamente a desviar as atenções de tantos outros que não só continuam impunes, como é bem possível que andem por aí a praticar novos crimes.

    *

    Não lhe faz isso impressão?

    Não acha que isso é resultado primeiro da incompetência criminosa de quem foi responsável pela investigação?

    Até dou por mim a perguntar: terá sido todo este espalhafato propositado para as pessoas pensarem que já tinham prendido TODOS os responsáveis?

    *

    Que fique claro que nem por um momento defendo a inocência deste ou daquele arguido.

    Nem sequer os conheço pessoalmente, nem directa nem indirectamente.

    Só queria mesmo era que fossem caçados, julgados e condenados TODOS os pedófilos deste país.

    E estamos mesmo muito longe disso!

    *

    E só mais uma coisa: como é estranho que quando alguém se manifesta revoltado pela impunidade de pedófilos que andam à solta e que não foram investigados, é logo "atacado" do ponto de vista pessoal.

    Que temerá essa tal de Zazie com essa investigação?

    Porque brama o Balbino Caldeira contra tudo, contra o "silêncio do poder", mas nunca o vi a falar disso?


    Porque ficam todos tão assustados?

    Será que viram demasiados filmes com a... Catherine Deneuve???

    *

    Por isso, caro José:

    Cabala contra os actuais arguidos, repito, não há nenhuma.

    Cabala há, mas para proteger quem nunca foi arguido!!!


    *
    Luis Grave Rodrigues said...
    Cara Zazie:


    Confesso que não entendi perfeitamente todo o alcance das suas palavras.

    Fiquei foi a saber que há dois blogues que não suporta mesmo nada: o «Random Precision» e o «Diário Ateísta».

    Mas tenho uma receita espectacular para si para se vingar dessa gente:

    Aplique-lhes o castigo supremo que se pode dar a um blog: não vá lá; não os leia!

    Vá lá! Tente!

    Vai ver que não custa nada.

    Eu sei que não custa: eu próprio vi no seu perfil do «Blogger» que tem um blog (cujo nome não fixei)e não me dei sequer ao trabalho de lá ir lê-lo.

    E não me custou mesmo nada!

    Viu como é fácil?

    Vá lá: tente!!!

    .
    zazie said...
    é melbor nem se atrever a espreitar... eles nunca perdoariam a traição
    ahahahahahhahaha
    Luis Grave Rodrigues said...
    Vá!

    Continue a tentar!!!


    .
    zazie said...
    a tentar o quê? ó seu toino? eu estou na GL não estou no estrume, ora! e se vou de vez em quando aos anormais dos ateus é para não ser aldrabada em processos de perseguição como este útlimo dos crucifixos vendido em nome do laicismo quando aquilo é de 7 tarados fanáticos ateus. E foi praa mandar para a senhora ministra, fique sabendo, porque a procaria dos jornais nem se dão ao trabalho de ver que treta é essa da fachada da Associação de Laicidade, quando isso é apenas uma fachada que alberga uns loucos pidescos que perseguem crentes e que têm por cabeça um bode velho estalinista bem conhecido desde os anos 60!

    e eu não gosto que me atirem areia paa os olhos. Não voto mas dou-lhes trabalho e informnei esses idiotas dos jornalistas que também não passam de papagaios, para irem ler o Diário e verem bem as bacoradas e as taras que por lá andam antes de fazerem notícias nos jornais.
    foi isto, quanto a quem é quem estou-me nas tintas, há muita gente a poluir o mundo, são mais uns...
    com necessidade de terapia de divã mas que cá para mim já não têm cura.
    Quanto às asneias botadas de cátedra, num dos casos até por uma prof universitária é bom que sejam desmontadas porque é uam vergonha pública dizerem-se anormalidades como se fossem grandes lições de história. è bom que os alunos saibam que são asnos a zurrar, asnos engalanados mas asnos.

    e isto tanto o digo nas calmas aaui como o diria em anfiteatro público se fosse caso disso.
    É bom que não se ande com papas na boca e demasiado salamaleque perante a ingorância divulgada em nome do ensino.
    Mas por cá tem-se a mania de malhar nos pobrezinhos, nos ingénuoos e nas suas verdadeiras vrenças e sentimentos, nos alunos, no povo, mas ninguém se atreve a chamar asno a um qualquer burro com status.
    zazie said...
    aqui e outras gralhas.

    e não me venham com a treta da democracia que cada um é livre de dizer o que quer porque essa é a mior demagogia que existe. Esse é o alibi para não existir crítica!

    como se a crítica fosse um crime ou um atentado. Atentado é andarem impunes e terem poder, isso é que é atentado. E fazerem a cabeça à opinião pública, e venderem a banha da cobra para safar o compadrio político e usarem as profissões para fazerem o que faz mais honestamente um cigano na feira de Carcavelos.
    Luis Grave Rodrigues said...
    Vá lá!

    Não desista!

    Continue a tentar!!!



    .
    Carlos Alberto said...
    O LGR, tem razão. Mas um conselho, tenha cuidado, ou ainda vai ter de andar a recolher papeis de portagens e rever as chamadas de telemoveis.
    Percebe...

Post a Comment