Angústias cluniacences

O Sr. Dr. António Cluny, Procurador Geral Adjunto, é, nessa qualidade, um dos ornamentos da Comissão Nacional de Honra do candidato presidencial Dr. Mário Soares.

Incansável paladino do Ministério Público, o mesmo Dr. António Cluny é também Presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público e, nessa outra qualidade, foi convidado a participar num debate sobre a Justiça com ... o candidato presidencial Dr. Mário Soares.

O desfecho do encontro é titulado com sobriedade nos jornais de hoje: Mário Soares critica MP.

Menos sóbrias terão sido as afirmações do candidato. A fazer fé nesta notícia, Mário Soares contrariou as posições defendidas no debate pelos representantes do MP e da PJ. O Dr. Cluny viu-se forçado a reagir a afirmações do candidato, o qual replicou, insistindo nas críticas ao MP, tendo chegado a afirmar: “Estamos aqui para falar a verdade”.

Imagine-se a angústia e o dilema que estarão corroendo o cidadão António Cluny, homem de muitas qualidades!

O cidadão e PGA Dr. Cluny, empenhou publicamente o seu apoio ao candidato Mário Soares, cujas posições públicas sobre a Justiça e o MP eram por demais conhecidas. O Presidente do SMMP, Dr. Cluny, não concorda, porém, com o que afirma o candidato Mário Soares sobre essas questões fundamentais. Faz-lho saber. O dito não se comove e ainda insta a que se fale “a verdade”. O sindicalista Dr. Cluny, por princípio, não deve apoiar quaisquer candidatos presidenciais. Mas, independentemente de questões de princípio, não pode, evidentemente, sufragar um candidato, Mário Soares, que disse o que disse sobre a Justiça e o MP. O Procurador Geral Adjunto Dr. Cluny - cujo estatuto também recomendaria que não se envolvesse em apoios públicos a candidatos presidenciais - certamente também não pode apoiar tal candidato, a menos que renegue a doutrina do Dr. Cluny, Presidente do SMMP.

Poderá o Dr. Cluny, cidadão eleitor, continuar a apoiar o candidato Mário Soares, que tais tratos de polé deu ao magistrado e sindicalista Dr. Cluny?

Que São Hugo lhe valha e o ilumine neste difícil transe, são os meus votos sinceros.

Publicado por Gomez 12:02:00  

3 Comments:

  1. irreflexões said...
    Grande post!

    Bom ano e bem aparecido seja!
    josé said...
    Uma vergonha, caro Gomez!

    Lamentável a qualquer título e sob qualquer ângulo. Sem desculpa possível.
    É tudo o que se me oferece dizer.
    antonio romao said...
    O Dr. António Cluny é um cidadão livre e suponho que não desejará que lhe sejam coartados os seus direitos civicos tanto mais que existe cobertura face a anterior deliberação do CSMP.O problema não é o que o Dr.Cluny defende do ponto de vista do judiciário, com o que, no essencial,concordo.Trata-se,isso sim,do pensamento(?)a tal respeito do candidato Mário Soares que revela nitida ausência de conhecimentos( não vai lá nem sequer pela rama).Quanto às apostas politicas cada um é livre de as fazer como entender.

Post a Comment