breves constatações

Em tempos e a propósito desta questão dos Estudos da Ota (em que esta Grande Loja se manteve empenhada até hoje, como se pode ver em todas, todas, as páginas "interiores") Pacheco Pereira recenseou mais de setenta blogues irritantemente empenhados em conhecer os ditos estudos e afirmou o estabelecimento de um novo standar de exigência quanto à publicitação da informação em que se baseiam decisões importantes.

Achei, achámos todos, que tinha razão. Não tinha. Tristemente, não tinha.

Dá muito menos trabalho berrar pelos Estudos do que lê-los. Dá muito menos trabalho fazer copy paste de um texto reinvindicativo do que tentar perceber o que é importante e recente e o que são estudos décadas atrasados e irrelevantes.

O Governo, inteligentemente, publicou-os todos ao magote. Apostou, e bem, que a população dos blogs e, muito menos, os jornalistas que temos, são demasiado preguiçosos para se darem ao trabalho. Eventualmente serão. Até este momento vagueio por muitos dos setenta blogs. Nem rasto do tópico. Passou de moda. O efémero (também) domina os blogs. A começar por Pacheco Pereira.

Publicado por irreflexoes 17:46:00  

10 Comments:

  1. josé said...
    Não é só o efémero: é também a irrelevância.

    Um blog não é ainda um modo de pressionar seja quem for.

    E muito enganado anda quem o julgar.

    Porfiemos quando muito em colocar a nossa verdade e que seja aquilo que achamos justo e correcto. Sejamos honestos nesse aspecto, sem nos movermos por escaninhos ideológicos ou de interesses de momento.
    Façamos o contrário de Vital Moreira que acaba de colocar outro postal incrível de demagogia barata, sobre as pensões de aposentação.

    E nada mais. Desopilamos; aliviamos a carga psicológica que nos pode pesar pela indignação sentida e pouco mais há a esperar.

    Ridendo castigat mores, ainda é o melhor remédio.
    Suspirador said...
    dando a mão à palmatória:
    http://teoriadasuspiracao.blogspot.com/
    sabine said...
    Desta vez concordo inteiramente consigo.
    Rui MCB said...
    Er... Já divulgou?
    Ouvi falar numa carrada de CD's abanados no parlamento pelo PM com os estudos dos últimos 20 anos e ouvi dizer que foi nesses estudos que se basearam para tomar a decisão. Terei ouvido mal?
    Rui MCB said...
    Bom , o site onde se apresentam os estudo (segui a ligação referido mais abaixo) é uma perfeita bagunça. Muito pouco abonatório para o Gov. quando oque está em causa é a credibilidade do processo de reflexão que sustentou uma decisão destas. Mas enfim, detalhes. Depois de visto o computador pendurado à custa de alguns dos PDF acho que percebi que a listagem ods estudo corresponde a uma hierarquia temporal. A última ligação das 7473 presente numa mesma página) refere-se a um estudo de Setembro de 2005. Suponho então que seja este "o estudo". Vou ler com atenção.
    Abraços.
    lapis rabugento said...
    Há uma coisa que muitos desconhecem. Foi preciso digitalizar muitos dossiers para os apresentar na Net. Isso leva tempo e recursos.
    André Carvalho said...
    > > Dicionário alternativo
    > >
    > >
    > > Otário-indivíduo que defende,
    > > com ardor mas sem argumentos,
    > > a construção do Aeroporto da
    > > Ota.
    > >
    Luís Aguiar-Conraria said...
    Irreflexões,
    fale por si, se não se importa.
    irreflexões said...
    Se injusticei alguém, é favor avisar. Farei novo post com links para todos aqueles que, tendo participado na micro-causa, sequer escreveram uma linha sobre o conteúdo dos ditos.

    Eu já escrevi algumas e assim que puder escrevo mais. Estou afincadamente a ler.
    ~
    sabine said...
    Deve colocar o meu blogue na sua lista. Verei os estudos, mas neste momento não posso ocupar o meu tempo com eles.

Post a Comment