Habituem-se...

O Governo vai criar uma base de dados genética de identificação civil que abrangerá toda a população portuguesa e que será utilizada na investigação criminal. Ou seja, actualmente cada cidadão tem a sua impressão digital num arquivo central, a partir daqui também o perfil genético será incluído numa base de dados, para ser comparado com amostras biológicas recolhidas nas cenas de crime.

Esta proposta - um modelo que não é usado em nenhum país europeu- está a gerar forte discussão nos meios científicos, académicos e judiciais sobre os critérios de inclusão de pessoas numa base deste tipo. Há quem defenda que nesta seja apenas incluída informação sobre condenados, há quem receie a ausência de confidencialidade e o acesso ilegítimo dos dados.

Do gabinete do ministro da Justiça garantiram ao DN que este é um "objectivo a cumprir nesta legislatura" e é mesmo "uma das primeiras prioridades" da acção governativa, estando já Alberto Costa a trabalhar no assunto.

in DN


Havemos de voltar ao assunto.
.

Publicado por Manuel 13:27:00  

3 Comments:

  1. Anónimo said...
    Estou a imaginar José Magalhães a arrancar os pelos da barba e a rasgar as vestes gritando "Blasfémia", se esta medida fosse dum governo PSD.

    Aliás basta ir a um dos últimos posts que ele depositou em Agosto de 2004 no Ciberscópio, invectivando os americanos por quererem fichar quem entra nos EUA.

    Enfim... o situacionismo continua

    Diogenes
    Liseo said...
    'Habituem-se'... Teremos mesmo que nos habituar ou, pelo contrário, recorrer a Mário Soares e à sua inesgotável capacidade para se indignar?
    Ou nem por isso, e 'isto' é bom porque vem da 'esquerda'?
    Orwell não se lembrou disto...
    Anónimo said...
    Não sendo desta área política, pensando ainda que os homens de leis me irão cair em cima, concordo em absoluto com esta medida (aliás um levantamento completo de impressões digitais deveria estar associada a esta hipótese). Só quem nunca viu como se tira um BI em Portugal é que poderá discordar...
    Agora os riscos do BIG BROTHER nos vigiar mais afincadamente sempre existirão...

Post a Comment