V de Vergonha

O Prof. Cavaco não percebe porque é que os 'jovens' não se interessam pela política. Não percebe porque há tanto descrédito nas 'instituições'. Ora bem, aqui, no Público Online, dá-se uma ajuda - mais uma - para o ajudar a perceber. Enquanto houver leis que uns tem que cumprir, e outros não, enquanto houver uma justiça para ricos e outra para pobres, um sistema fiscal a que uns não podem fugir, e outros podem, não há discurso presidencial que resista. Um dia Cavaco vai ter de se deixar de lamechices, que não disfarçam nada, nem sequer lhe compram tempo, e fazer ALGUMA coisa. Convinha que percebesse que quando esse dia chegar se calhar - a fazer fé nas tendências das últimas sondagens - já ninguém o vai levar a sério por já ser tomado definitiva e irreversivelmente como cúmplice de uma espécie de farsa. Quanto a Sócrates, o 'engenheiro' faxeado, nada de novo. Manifestamente igual a si mesmo, e a julgar-se infinitamente mais 'igual' que todos os outros. Chavez não faria de facto melhor.

Publicado por Manuel 19:08:00  

10 Comments:

  1. Carlos Medina Ribeiro said...
    De Manuel Pinho, já espero tudo, pelo que não digo nada...

    Mas de Sócrates esperava um pouco mais de inteligência - num assunto como este, de consequências tão previsíveis quanto devastadoras.
    da Figueira said...
    "Mas de Sócrates esperava um pouco mais de inteligência"

    Mas não precisa. Tem a inteligenzzia.
    osátiro said...
    Cavaco tem que cumprir a Constituição.
    E o regime é semi presidencialista.
    Já muito fez ele(OTA).
    Não me parece que possa fazer mais com uma maioria absoluta.
    AH Acaba de enviar o diploma da PJ para o TC.
    E até agora o TC tem-lhe dado quase sempre razão.
    Josão said...
    Há uma certa esquizofrenia, há! Pode-se e não se pode !!
    É-se e não se é !!
    Estamos e não estamos !!
    Fisco, justiça, interesse público, interesses privados, ensino, saúde pública, política, intervenção cívica, trabalho, cultura, parecem estarem trepanados.
    teresa said...
    Manuel, naquela questão do pode e não pode do fumo, pode-me responder a isto?
    http://cabradeservico.blogspot.com/2008/05/scrates-e-pinho-violaram-proibio-de.html#links.

    Grata.
    Josão said...
    Teresa, veja, pf, o nº 2 do art 4º da lei do fumo. Não é bem como na "Cabra" se escreve ... pois não ?
    teresa said...
    João, já tinha visto. No "Cabra" não digo que é permitido fumar num avião fretado, mas se quer saber tenho dúvidas. Por um lado fala-se em "transportes rodoviários.... aéreos". Um carro particular é um transporte rodoviário ou transporte é só se fôr público? Deve ser, porque no mesmo número do mesmo artigo, o legislador quis englobar na proibição os "expressos... de aluguer", que não se destinam ao público em geral. Mas nada diz quanto a aviões. Poderá esta norma ser interpretada extensivamente? Tenho dúvidas, mas não sou constitucionalista. Já agora, se alugar um barco para uma festa privada pode fumar?
    Não seja tão precipitado a dar respostas difíceis.
    A minha pergunta, a que não respondeu, é outra - podemos fumar nas nossas casas se tivermos uma mulher a dias? E já agora, o ridiculo mata ou não?
    Josão said...
    Teresa. Não sei responder, nem volto a precipitar-me. Prometo.
    teresa said...
    João, olhe que a do ridiculo não era para si. é só a outra pergunta que faço lá... Acho que fazer capa de jornal com um assunto destes ´, no mínimo, ridulo... não estamos na slly saison ou então o silly já deixou de ter saison...
    Jorge Oliveira said...
    Se eu alugar a sala de um restaurante, para fazer uma celebração de aniversário privada, os convidados podem fumar ou não?

Post a Comment