A política das motivações

O queixoso Bexiga, advogado, injustiçado, ontem no Prós, contra a Justiça, afirmou sem grande rebuço que no seu caso pessoal, em processo arquivado por falta de provas válidas, houve "manipulação política". A acusação, dirigida a magistrados em funções, é grave. Mas de alguma forma, entende-se.
A lógica, neste caso, pode muito bem ser esta:

Nos termos do artigo 10.º dos Estatutos da CP - Caminhos de Ferro Portugueses, E. P., aprovados pelo Decreto-Lei n.º 109/77, de 25 de Março, conjugado com o n.º 4 do artigo 27.º do Decreto-Lei n.º 558/99, 17 de Dezembro, os membros do respectivo conselho de gerência são nomeados e exonerados por resolução do conselho de ministros, sob proposta do membro do Governo responsável pela área dos transportes.
Considerando que os actuais membros do conselho de gerência foram nomeados nos termos da Resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2004 (2.ª Série), de 27 de Outubro, da Resolução do Conselho de Ministros n.º 73/2005 (2.ª Série), de 9 de Dezembro, e da Resolução do Conselho de Ministros n.º 75/2006, de 4 de Agosto, terminaram o seu mandato em 23 de Setembro de 2007, torna-se necessários proceder à nomeação de um novo conselho de gerência.
Foi ouvida a comissão de trabalhadores da CP - Caminhos de Ferro Portugueses, E. P.
Assim:
Ao abrigo do disposto no n.º 4 do artigo 27.º do Decreto-Lei n.º 558/99, 17 de Dezembro, conjugado com o artigo 10.º dos Estatutos da CP - Caminhos de Ferro Portugueses, E. P., e nos termos das alíneas d) e g) do artigo 199.º da Constituição, o Conselho de Ministros resolve:
1 - Nomear, sob proposta do Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, o licenciado Francisco José Cardoso dos Reis, o Mestre José Salomão Coelho Benoliel, o licenciado Paulo José da Silva Magina, o Prof. Doutor Nuno Alexandre Baltazar de Sousa Moreira e o licenciado Ricardo Manuel da Silva Monteiro Bexiga, respectivamente para os cargos de presidente e vogais do conselho de gerência da CP - Caminhos de Ferro Portugueses, E. P.
2 - Estabelecer que a presente resolução produz efeitos a partir da data da sua aprovação.
10 de Janeiro de 2008. - O Primeiro-Ministro, José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa.

As remunerações atribuídas ao Conselho de gerência, em 2005 ( último resultado publicado) aproximam-se do meio milhão de euros...o passivo, esse, nem vale a pena falar. É um buraco sem fundo.

Publicado por josé 23:30:00  

11 Comments:

  1. lusitânea said...
    E ainda não nomearam um conselho de gerência para o TGV?
    É certamente um descuido pois que no caso de Beja há anos que havia uma série de lugares bem pagos sem haver aeroporto...
    Claro que estas coisas são tudo pequenas minudências que o Costa da tabanca de Lisboa já está a pensar resolver:a massa das novas travessias do Tejo para os transportes...
    PS
    Que ao menos haja sucesso para os melhores, depois de cuidada avaliação, claro, como neste caso.De vereador da câmara do Valentim para a CP.Aprende-se muito em Gondomar...
    portolaw said...
    Ouvi dizer que o Dr. Bexiga tem experiência relevante para a função...ia muitas vezes de Alfa Pendular falar com a PGA MJM...
    Zas said...
    Gostava de ser um pouco mais inteligente para compreender a posta.
    Quer dizer que deram pancadaria a Ricardo Bexiga há 3 anos para agora lhe darem o tacho de vogal do Conselho de Gerência da CP?
    Ou, pelo contrário, deram-lhe o tacho para o manter calado e não acusar o gang que lhe deu a tosa? Neste caso porquê? O gang que lhe deu a tosa é o mesmo que lhe deu o tacho?
    Confesso que não percebo mesmo nada.
    Kamikaze (L.P.) said...
    José,

    Estou como o cometador anterior, preciso que me faça um desenho.

    Já agora:
    porque não vai um jornalista, para acabar com as especulações sobre quem é culpado do quê, consultar o processo que já não está em segredo de justiça? Já era tempo!
    KILAS said...
    O DESENHO e o Dr. Bexiga:

    Este Ilustre Advogado deve saber tanto de direito penal como eu de lagares de azeite...
    E espero que saiba mais qualquer coisita de comboios...
    No programa prós e CONTRA A JUSTIÇA, orientado pela inefável Fátima Campos Ferreira, o Dr. Bexiga referiu, a certa altura, que era um escândalo ter sido examinado no IML do Porto, para apurarem as lesões sofridas, quase um ano após terem ocorrido os factos.
    Disse isto, perante o silêncio da Srª PGA Mª José Morgado, que estava presente, e provocando a gargalhada geral na assistência...
    Eu até compreendo que a assistência se tenha rido muito. Afinal, o importante é malhar na justiça, que está moribunda graças ao labor da nossa classe política governante que, vá-se lá saber porquê, tem conseguido descredibilizá-la...
    O que já não entendo tão bem, certamente por deficiência intelectual da minha parte, é o silência de MJM e de não ter explicado que tendo o ofendido Bexiga recebido tratamento médico / hospitalar, até podia ser feita a perícia médica passados 10 ou 20 anos que ela iria basear-se naquela documental clínica e, por isso, em nada afectava a determinação da extensão, da gravidade e das consequências das lesões sofridas pelo Dr. Bexiga...
    Isto é o ABC da perícias médicas e dos ofendidos que receberam tratamento médico / hospitalar...
    Mais: não ouvi MJM dizer que o Mº Pº não tem poder hierárquico sobre o IML nem sobre quem faz quaisuqer perícias e, por isso, podia acontecer que o IML do Porto estivesse assoberbado de trabalho e apenas tenha podido fazer a perícia médica bastante tempo depois.
    Também compreendo o silêncio do Senhor Desembargador Orlando Afonso porque, para ele, o importante é a fase de julgamento onde se prova o que é verdadeiro e o que é falso. Já a fase do inq. isso é para as polícias e o Mº Pº e, por isso, tb ele não saberia esclarecer a situação.
    Mas esteve muito bem ao referir a acentuar o simbolismo da justiça, a história do barbeiro, etc. Factos que, sem dúvida, enriqueceram o debate...


    Por outro lado, ao que parece o Dr. Bexiga era vereador do PS na Câmara de Gondomar...
    E certamente pelo seu curriculum vitae e pela sua competência, à semelhança do que aconteceu com o Dótor Armando Vara ou com muitos outros políticos - vd. CGD; Galp; EDP; Lusoponte etc -, foi agora nomeado para vogal do Conselho de Gerência da CP, pelo nosso Injinheiro José Sousa...

    Ora, segundo creio, o José terá referido neste Post este facto para tentar demonstrar a manipulação política de que falava o Dr. Bexiga...
    Por mera hipótese, o procurador-adjunto, titular do inq. em que era ofendido o Dr. Bexiga era do PSD ou então, antevendo o futuro, estava contra a CP, preferia os STCP ou a Carris...

    Para terminar, deixem-me que lhes diga que mais cego não é o que não vê; é o que não quer ver...
    josé said...
    Kamikaze:

    Não vai ser um desenho, mas um postalzito, sobre o assunto.

    Mas...com toda a simpatia, deixe que lhe diga:

    Se não sabe...porque pergunta?
    josé said...
    Aliás...no aspecto que ao caso interessa, o Kilas foi agora o mau da fita e tirou-me as palavras do teclado.

    Obrigado, Kilas, porque não saberia colocar melhor a equação do postal.

    De facto, o dr. Bexiga, deve perceber de processo penal, prática judiciária etc. como eu de combóios.

    Mas ele percebe com toda a certeza, muito mais. E por isso- e só por isso- é que lhe ofereceram o lugar que vale perto de 100 mil euros por ano...
    Zé Luís said...
    Por acaso ouvi o dr. Bexiga soltar as águas da amargura não sobre a sova que levou mas sobre o que náo terão, alegadamente, investigado na sova que levou.
    Foi no dia em que acudiu a todas as televisões, já sem o penso na cabeça e o braço esquerdo dependurado.
    Foi soltar a língua, uma espécie de Carolina no masculino, com argumentos bexiguentos.
    Registei, contudo, que o homem, dizendo ser advogado de profissão, se teria mudado para Lisboa.
    Presumi que tivesse medo do Porto e eu, por acaso eleitor em Gondomar, que nem o sabia destas paragens, pensei que foi advogar para a capital para continuar a sua vidinha.
    Agora, enfim, percebo que vidinha arranjou. Não está mal, não senhor. Um boy apto para todos os jobs, mais um.
    E mais um exemplo de como na blogosfera se sabem mais notícias do que na Comunicação Social.
    Atão o moço sabe dos combóios, hein?
    Fosga-se...
    Zas said...
    Dizia eu que "Gostava de ser um pouco mais inteligente para compreender a posta."
    Depois dos desenhos todos, agora até digo: precisava era de ser muito mais inteligente porque continuo sem perceber nada.
    josé said...
    Lá vai mais um esboço:

    Se o ofendido Bexiga, clama por manipulação política no seu caso pessoal, tal se deve ao facto de estar formatado nessa mentalidade. Para certos políticos, tudo se move por motivos políticos.

    A nomeação do mesmo para o conselho de gerência da CP, nessa lógica é a prova evidente da argumentação supra.
    Prova demais? Pois prova e é esse o problema do ofendido Bexiga.
    KILAS said...
    Ricardo Bexiga, líder da concelhia do PS em Gondomar, foi nomeado para o Conselho de Gerência da CP.

    Razão tinha o meu avô quando dizia que umas nalgadas no momento certo, podem trazer vantagens para o futuro.

Post a Comment