A coerência tem dias, mas poucos

O Blasfémias, topou-lhe mais uma faena:

Vital Moreira, hoje, pergunta assim, sublinhando a veemência: "Não será tempo de deixar de brincar aos referendos?"

O mesmo Vital Moreira, ontem, ( há seis meses atrás), escrevia assim: "Penso que não faz sentido recuar na perspectiva de referendo, a não ser que o "tratado constitucional" venha a ser substituído por um "minitratado" de âmbito puramente institucional".

Que credibilidade merece uma pessoa que assim escreve?

Publicado por josé 19:27:00  

4 Comments:

  1. Samuel de Paiva Pires said...
    No mesmo post ainda refere quanto ao Tratado, se já o leram "E acham que algum cidadão comum consegue passar da segunda página?"

    Passa um duplo atestado de estupidez aos portugueses: como não têm capacidade para compreender o Tratado, então o melhor é deixar os "paizinhos" da nação escolher por nós...

    E eu que sou de direita e julgava que só certas pessoas de direita tinham tiques de elitismo autoritário...
    RCruz said...
    Vital Moreira escreveu em 15 de Abril que «a não ser que o "tratado constitucional" venha a ser substituído por um "minitratado" de âmbito puramente institucional» não valeria a pena referendar.

    Efectivamente não há "minitratado" nenhum mas sim um "tratado de alteração ao tratado" que na versão portuguesa tem 152 páginas...

    1.De acordo com Vital Moreira de há seis meses atrás, este "tratado de alteração ao tratado" deveria MESMO ser referendado.

    2.Será Vital Moreira um cidadão comum?

    3.Será falta de auto-estima da minha parte considerar-me um cidadão comum?

    4.O estatuto de cidadão comum é mesmo incompatível com a capacidade de leitura comparativa desta alteração com o tratado original?

    Mas ele está parvo??? Ele devia estar do meu lado...do lado do cidadão comum...em vez de me chamar incapaz podia aproveitar a energia para trabalhar numa metodologia porreira de leitura comparativa...
    Menino Mau said...
    de facto josé

    e alêm disso é um tanto ou quanto chato a escrever.

    sugiro-lhe este post da minha lavra

    aqui
    100anos said...
    Seria talvez altura de pedir "um pouco mais de seriedade" ao sr. comissário...

Post a Comment