Inaceitável



Depois desta cena, nos momentos seguintes ao Portugal-Sérvia de ontem, Luiz Felipe Scolari só tem uma atitude aceitável a tomar: sair.

Quem me leu, aqui nesta Loja, antes e durante o Euro-2004, sabe que até fui dos que mais defenderam Felipão, mesmo quando era fácil criticá-lo.

Mas o que se passou ontem ultrapassa a esfera desportiva. Portugal, representado ao mais alto nível na sua selecção por Scolari, não pode caucionar um gesto destes.

Scolari levou Portugal onde nunca tinha chegado (final do Euro) e a um honroso quarto lugar no Mundial. Bateu recordes de vitórias e de jogos seguidos sem perder. Fez, insisto, um grande trabalho na Selecção.

Mas o episódio de ontem retira-lhe margem de manobra, até porque se arrisca a um castigo da UEFA que poderá entrar no calendário do próximo Euro.

Chegou, por isso, a hora de Felipão dizer adeus.

Publicado por André 16:14:00  

5 Comments:

  1. Zé Luís said...
    André, mas tirando os resultados, que às vezes aparecem sabe-se lá como ou só quando os craques jogam a sério, é capaz de enumerar as qualidades DEMONSTRADAS por Scolari?
    Carlos Medina Ribeiro said...
    Ilucidativa (num outro registo) foi uma afirmação dele, que cito de memória:

    «Mostrem as imagens o que mostrarem, o certo é que não fiz nada»
    .
    Kruzes Kanhoto said...
    Incapaz de assumir a responsabilidade por aquilo que faz. É isto um lider?! Ele que vá morrer longe.
    Luis said...
    O estatuto de São Jorge preserva-o de todos os males no país do povão. Ele já sabia disso quando chegou, por isso a primeira coisa que fez, foi vestir a armadura de São Jorge e investir com fúria contra o Dragão. O povão (o povo anti-dragão), exultou, aplaudiu, gritou - força scolari, força, mata o dragão, mata scolari - e ficou definitivamente conquistado por tanta coragem de tão valente cavaleiro. Por isso não acredito que, tão pouco tempo passado, o povão se vire contra São Jorge Scolari. Eles não esqueceram a fúria dele contra o dragão. A comunicação social uma esponja passará, madail nada fará e tudo como estava ficará. Só a UEFA, que não faz parte desta história, felizmente o castigará.
    Alexandre said...
    Ele não deu um soco…deu um tapa….morou?

Post a Comment