Página 1


A minha experiência pessoal do dia 25 de Abril 1974, está ligada ao rádio. Quero dizer, à música que ouvia no rádio. Assim, tal e qual, porque a rádio no feminino, é fenómeno linguístico posterior.
Em plena adolescência e em plena evolução da música popular de expressão anglo-saxónica, nesses anos, todos os meses eram meses de novidades que as revistas traziam e recenseavam.
Em Abril desse ano, o programa de rádio que ouvia religiosamente, em todos os dias que podia, era a Página 1, da Rádio Renascença, das 19h e 30m até às 21h de segunda a sexta.
Nesse programa, passavam todas as novidades que interessavam, da música popular, de várias expressões, incluindo a música popular portuguesa, de cantores de protesto. O Lp de José Afonso, Venham mais cinco, por exemplo.
No entanto, a esmagadora maioria das sonoridades, cantava em inglês e sabia bem ouvir.
Nos primeiros meses de 1974, tinham saído alguns LP´s com interesse intemporal.
Planet Waves de Bob Dylan, sem ser um álbum fundamental, passava depois da banda sonora Pat Garret & Billy the Kid, Knocking on heaven´s door.
Com toda a certeza, ouviam-se as sonoridades perfeitas de Paul Simon, no álbum al vivo, Live Rhymin´Simon e fatalmente reouvia-se The boxer e American Tune.
Com certeza também, os Procol Harum, do LP Exotic Birds and Fruit e o tema Nothing but the truth.
Esses sons possíveis do dia 25 de Abril de 1974, foram apresentados por um indivíduo que agora faz outra coisa e tem um blog: Luís Paixão Martins que então se apresentava como Luís Filipe Martins.
Umas semanas depois, a seguir à introdução sincopada da bateria dos Pop Five Music Incorporated, num rolamento de fracção de segundo, a hora e meia que se seguiu tinha outra voz- a de um tal Artur Albarran. O qual viria a dar que falar, mais tarde e por outros motivos.
Agora fica aqui a minha homenagem ao locutor de grande categoria que era Luís Paixão Martins.
E ao programa Página 1 que começava com a música do mesmo nome que se pode ouvir neste local

Publicado por josé 23:37:00  

3 Comments:

  1. Luís said...
    José, obrigado. Publiquei uma referência no meu blogue. Um abraço do lpm (Luís Filipe Paixão Martins)
    josé said...
    Luís, obrigado também.
    Vou adiantar mais umas coisas sobre isto. Aqui ou noutro blog sobre coisas que me interessam e que aqui podem não interessar a quem leia. Não gosto de intimizar num lugar de superfície, quando tenho uma mercearia de bairro para gerir e posso conversar à vontade com os clientes, com toda a responsabilidade do produto que proponho.

    De si, sei que tem uma agência de comunicação e guardei um recorte de uma revista que falava nisso, há uns tempos.
    Não me interessa muito essa faceta, porque você é um dos meus heróis do rádio. Sem favor e apenas por ser locutor, apresentador de novidades de Londres ou de outros lados. É herói porque me levou ao desconhecido e maravilhoso que a música sempre representou, ainda que popular.

    Há outros e acabo de ter uma ideia...
    josé said...
    E entretanto aqui ficam as referências ao alinhamento da Página 1, referido nos comentários a um postal de 8.12.2005, sobre John Lennon.

    josé said...
    cidadão profissional:

    Claudina e ALberto Gambino eram cantores...cubanos! Em finais de 1974 tinham um álbum chamado "Daqui de onde nos veem" e tal como Victor Jara, eram presença assídua no programa. Uma das músicas deste último é uma maravilha de sempre: Levantate e mira la montaña! Era comunista, foi assassinado por isso, mas tinha uma voz e um talento que não se mediam em ideologias avulsas.

    A Rádio Renascença, pertença do Patriarcado de Lisboa, nessa época ( finais de 1974) tinha um programa de música popular que começava às 19h e 30m e acabava às 21h.
    Religiosamente, ouvia então o programa e coligia notas sobre a programação- que inda guardo.
    Tome nota, sff, das notas relativas à emissão de 2 de Janeiro de 1975:

    19h e 30m
    Indicativo do programa: Page One dos Pop Five Music Incorporated ( que incluía Miguel da Graça Moura que se diz autor desse instrumental meio funky...)
    1.Grupo desconhecido em Portugal-IF.
    2.Os Man e o álbum Slow Motion.
    Publicidade. Sparks e Never turn your back on mother earth, do 4º album do grupo, Propaganda.
    3. Atlantis e Son of a bitch son- do álbum Oh Baby.
    Publicidade. Instrumental.
    4.Claudina e Alberto Gambino e a canção cubana- Duerme, duerme, megrito. De Cuba também, Pablo Milanez- pobre do cantor que não arrisca ( sic).
    Instrumental. Publicidade.
    20 h:
    1. Johnny Nash. Carole King- change im my change on earth( na realidade é "change in mind", mas a audição em inglês, com 18 anos, ainda não era perfeita...) do álbum wrap around joy. Publicidade. Santana e o álbum Borboletta. Os Snaffle ( na realidade, Snafu...)e No more, do álbum...(deve ser o LP Situation Normal, mas não apontei). Publicidade.
    Um cantor espanhol e Cagitas.
    Sérgio Godinho- Etelvina.
    José Afonso- O que faz falta. Publicidade.
    Jimmy Cliff e Don´t let it die.
    Jack Bruce e Keep it Down.
    Jonathan Edwuards- TOday i started loving you again.
    Publicidade.
    Jim Capaldi e o álbum Whale meat again.
    The End ( sic).

    Foi assim a emissão desse dia 2.1.1975, apresentada por Luís Filipe Martins ( que hoje se chama Luís Paixão Martins e julgo que tem uma agência de publicidade a LPM). NO mês de Agosto de 1974, a emissão foi apresentada por...Artur Albarran! Esse mesmo...


    Em 9.1.1975, sabe quem esteve no programa, em reportagem alargada sobre a Faculdade de Direito de Lisboa que começou pouco depois das 10 h e durou até ás 20 h e 45m?
    Três estdudantes que se chamavam: PEdro Palhinha;Alberto Augusto e...um tal José Barroso! Sabe quem é este último, não sabe?
    Pois entre parêntesis coloquei a seguinte espressão que ouvi então do tal apresentador LPM- "( não reformista"). Ahahahaha!
    No programa começou por se revelar um documento ( carta a Marcelo Caetano, então na Madeira) na pedir o regresso às funções de professor daquela Fac. de Direito, Marcelo Caetano.
    Isto escrevi então...e confio plenamente nas minhas notas.E escrevi que logo a seguir o locutro colocou a tocar um instrumental e depois Sérgio Godinho e ...à queima roupa!

    11:47 PM, Dezembro 09, 2005


    josé said...
    Corrijo:

    O grupo desconhecido em Portugal, não era o IF. Era um T.
    Ainda hoje não faço ideia de quem se trata...

    11:49 PM, Dezembro 09, 2005


    josé said...
    Outra correcção:

    a emissão sobre a FDUL, coneçou às 20h...
    O programa da RR chamava-se Página ! e foi dos melhores de sempre da rádio em Portugal.
    Apresentaram-no Adelino GOmes, no início de 71, 72;Também um outro que depois foi correspondente da Deutesch Welle e que era do PS.Adelino Gomes e Luis Filipe Martins foram , sem dúvida os melhores radialistas dessa época gloriosa, do Página 1 da RR.

    12:07 AM, Dezembro 10, 2005

Post a Comment