Dilemas morais


À medida que as averiguações jornalísticas avançam, no caso Sócrates, a imprensa começa a falar em nomes e a Visão de hoje, sob o título Unigate, fala de "O canto do Morais", para esboçar um retrato de António José Morais, o misterioso professor das quatro cadeiras de fim de curso de José Sócrates, na UnI.


Na sua entrevista na RTP, José Sócrates assegurou que só conhecia o professor Morais como seu professor. Antes, não o conhecia. Depois, nem isso. Não explicitou muito bem e ficou a impressão que o conhecimento advinha da prelecção, na Uni, das quatro cadeiras e dos exames efectuados que assegurou ter realizado muito tempo antes do mês de Agosto de 1996.

No dia seguinte, o Público manchava a primeira página com a revelação de que afinal o professor Morais, já tinha sido professor de Sócrates no ISEL. Ninguém se deu por achado, porque o primeiro ministro não tinha sido explícito acerca do local exacto onde o conhecera.

Continuamos por isso a aguardar que se possa publicamente saber, como se deu esse conhecimento particular.

Por enquanto, fica a imagem do artigo da Visão e a pergunta que os mistérios tornam legítima:
"Quem é e de onde vem este docente ubíquo?"
Aditamento: Entretanto, o semanário SOl online, revela que "o original da ficha biográfica preenchida por José Sócrates já não existe, tendo sido destruída pelos serviços da Assembleia da República. Esta foi a conclusão do inquérito de Jaime Gama, aberto na sequência da divulgação de duas versões daquele documento, contendo dados discrepantes sobre as habilitações académicas e a profissão do então deputado Sócrates. "
Se este caso não justificar a realização de um Inquérito Parlamentar, teremos certamente muito a lamentar.

Publicado por josé 22:58:00  

3 Comments:

  1. Constanza said...
    Hoje berrei com o meu filho:
    - A que horas chegaste?
    - À meia noite.
    - Grande aldrabão! Eu vi-te chegar às 4 da manhã!
    - Eu não menti. Disse que cheguei à meia-noite, mas não disse que foi ontem...
    para mim said...
    Zé, e a teoria dos seis graus de separação? Conheces?

    Check it out: http://en.wikipedia.org/wiki/Six_degrees_of_separation
    josé said...
    Conheço outra mais prosaica: esta terra é pequena e as pessoas conhecem-se quase todas.

    O problema são os grupos que se formam, as famiglia, os clubes de fazer bem e os cenáculos de interesses.

    O individualismo, a independência e a seriedade coerente, deu lugar à dinâmica de grupo em que a regra é a protecção endogâmica.

    Parece-me ser essa a lógica dos partidos e tudo se submete a essa lógica.

Post a Comment