absolutamente tudo óbvio, não é ?

Terreno perigoso

Mário Soares comparou os ”ataques sórdidos e infundados“ a José Sócrates à situação vivida por Ferro Rodrigues.

Rui Costa Pinto

Publicado por Manuel 00:20:00  

4 Comments:

  1. Carlos Medina Ribeiro said...
    Eu tive de fazer 6 anos no IST (acabados em 30 Jun 1970) + 2 meses de Estágio em Portugal (no Arsenal do Alfeite) e + 1 mês na Holanda (numa Central Termo-eléctrica)+ 3 Relatórios de Estágio (que tiveram de ser aprovados), etc.

    Quando os 6 anos passaram a 51/2 (e depois a 5) e os estágios deixaram de ser obrigatórios, lamentei essa diminuição de exigência.
    Mas mal sabia eu que era possível ela descer mais - MUITO MAIS! - com o "amen" (ou por iniciativa!) de quem mandava no País e na Educação.

    Fico triste, também, pelo papel que o Mariano Gago está a (ser obrigado a) desempenhar, defendendo uma palhaçada - tanto mais que, tendo-se formado em 1971 (segundo julgo) foi sujeito a um curso de engenharia de grande exigência.

    Quanto ao facto de ver pessoas como Mário Soares, Jorge Coelho, Duarte Lima, etc dizerem que não vêem problemas onde eles estão bem à vista, não me admira. São políticos, e - faço-lhes essa "justiça"...- se calhar o que dizem não é necesariamente o que pensam.
    Antonio said...
    É realmente muito triste assistir a tudo isto. Quanto a Mariano Gago desempenha o papel e é responsável por isso não tenho pena dele e junto-o à restante podridão (não se esqueçam do voo para a Grécia(?) no Falcon do estado nos tempos do Guterres.

    Ainda hoje vi no Correio da Manhã que os dados biográficos do José Sócrates (S. Bento) foram destruídos e que é "normal" esse procedimento.

    Estranho mesmo é termos de esperar tanto tempo para uma resposta tão simples mas como já vimos este processo está repleto de respostas aparentemente simples de fornecer mas que foram complicadas de dar.
    lusitânea said...
    O PS anda com azar no problema das cabalas.Ele é a dos meninos , só fumaça,com ilibações justíssimas por uma justiça independente ao serviço do povo sooberano e é agora o caso duma licenciatura que visava aumentar o funcionário Sócrates lá na sua parvónia.Só azares e um mundo de maldizentes, invejosos e bocas"negras"
    O poder corrompe, o poder absoluto corrompe absolutamente era isso que os mesmos diziam quando jóvens se dedicavam ao assalto dos aparelhos...
    Nunca vou esquecer que a coisa começou com malas de dinheiro viajando dum lado para o outro na posse do pai da pátria.Pois isso só teve uma vítima que até fez um livro um bocado esquecido por causa dumas minudências de macau...
    Podre é como está a república .podres é como andam estes cidadãos que se arrogam o direito de propriedade dum país que sendo povoado por uma população analfabeta tudo engole...
    As pessoas mais informadas, a chamada classe média alta é que paga as favas de tudo... e se deve envergonhar da porcaria tumefacta que a governa.Que não que obviamente explicar donde lhe vem a riqueza!
    Carlos Medina Ribeiro said...
    O tal livro de Macau está esgotado.
    Alguém sabe onde se poderá encontrar, mesmo numa versão "digitalizada"?

Post a Comment