O Correio de Notícias


O Diário de Notícias de hoje, sob a direcção de João Marcelino, tem capa memorável. É a primeira vez em muitos e longos anos que aparece uma notícia e reportagem com este teor que anuncia borrascas futuras:
" Sócrates fez 2373 nomeações e dois anos. Governo nomeou menos 431 do que Durão Barros em igual período. Primeiro-minsitro tem 13 adjuntos, 19 assessores, 15 secretárias e sete motoristas."
No interior, logo a abrir, 3 páginas sobre as nomeações, num jornalismo incisivo e de rigor estatístico, mas nem por isso menos cortante para o spin governamental dos últimos dias. Um exemplo: na pág.5, uma caixa com o título: "Falta de transparência- pouca informação sobre os nomeados e algumas escolhas curiosas". Entre as curiosidades, diz-se logo que apesar de os despachos de nomeação,publicados no DR, deverem obrigatoria e legalmente conter o currículo dos nomeados, contam-se pelos dedos das mãos as situações em que isso acontece. Consequências? Zero. Irresponsabilidade total, nesses casos.
Outra curiosidade: a nomeação de ex-chefes de gabinetes de topo para a presidência ou vice-presidência de Institutos Públicos. Remunerações? Agradáveis surpresas...
Quer parecer que nem os 19 assessores vão ser suficientes, para iludirem notícias e capas como esta...

Publicado por josé 10:42:00  

3 Comments:

  1. lusitânea said...
    Essa da falta de "pedegree" curricular, pelos vistos na maioria reduzidos o ZERO, é um mau sinal para a revolução tecnológica.É que existem montes de sites que vendem uns cursitos e ninguém faz perguntas...
    Carlos Medina Ribeiro said...
    Há ainda um pormenor divertido, de puro veneno:

    Trata-se do 3º subtítulo da capa, que vem por baixo dos que referem as nomeações - uma afirmação do ministro A. Santos Silva:

    «Desemprego é o nosso maior problema».
    cidadão profissional said...
    o MP vai abandonar o CM e mudar-se para o DN?

Post a Comment