Engenharia de sistemas

A propósito do caso Universidade Independente, com contornos parecidíssimos ao caso da Moderna, com a diferença de que o escândalo de então, está agora amenizado com a anomia dos media em geral, relativa ao assunto, passo aqui uma pequena historieta que em tempos esta Loja publicou numa caixa de comentários. O texto podia ser um dos parágrafos do engenheiro Simões, nome de guerra de um livrito publicado no final dos anos noventa, de António Borges de Carvalho. Mas vem daqui e segundo indicação do próprio, foi escrita por Carlos Medina Ribeiro. Fica aqui o crédito explícito, com parabéns pela subtileza deliciosa e algo queirosiana.

"Mas ainda faltava a melhor. Foi quando ele comentou: «Não nos podemos esquecer de meter aí o E-N-G!»
Essa é que, de facto, eu não estava a perceber! E ele foi buscar a maqueta dos catálogos que andava a preparar e mostrou-me: ENG OLIVEIRA
Reagi mal a essa evidente desonestidade profissional: «Que história é essa?! Desde quando é que você é licenciado em engenharia?!».
Riu-se, com aquele ar de chico-esperto com que eu tanto embirro, e saiu-se com esta:
«Ora, ora... nestas coisas de negócios, o ENG cai sempre bem... afinal de contas, são as iniciais de Empresa de Nutrição e Gastronomia...»
Reagi, talvez agressivamente demais:
«Ó Oliveira! Que raio! NÃO HAVERÁ QUEM O META NA ORDEM?!»
Aí, ele ficou de olhos em bico, e - gaguejando de sincera emoção - saiu-se com esta:
«Acha que era possível?! Você ajudava-me?!»
Não entendi...Mas ele também não tardou a explicar-se:
«Sim!! Era bestial!!! Você arranjava maneira de me meter na Ordem dos Engenheiros?» "

Publicado por josé 11:59:00  

8 Comments:

  1. Cosmo said...
    AHAHAHA!!!
    zazie said...
    ahahahahaha

    essa história foi deliciosa

    ":O))))
    Folclore said...
    Então não é que desta vez concordo com a Zazie? :)))
    ... Absolutamente delicioso!


    Um excelente momento.
    Carlos Medina Ribeiro said...
    Muito grato pela transcrição!

    A história é da minha autoria, e pode ser lida, juntamente com outras, em:

    www.janelanaweb.com/humormedina

    Abraço

    CMR
    josé said...
    Caro Carlos Medina Ribeiro:

    Apanhei a historieta no site que linkei. POrém, não era explícito que fosse da sua autoria, ou pelo menos não me apercebi.

    Vou rectificar.

    Ah! E a a historieta está uma delícia queirosiana.
    k. said...
    momento digno de transcrição. historieta que põe o delicioso com um sorriso.
    Carlos Medina Ribeiro said...
    As histórias do Sr. Oliveira foram inspiradas numa personagem verídica (um comerciante chico-esperto que - ainda hoje! - resiste a tudo quanto é novo) e escritas em 1996/97 para o «Suplemento XXI» do «EXPRESSO», onde apareceram com ilustrações "ad-hoc" do Paulo Buchinho.

    Foram apenas publicadas 9 histórias em papel, mas muitas mais estão na Internet, em www.janelanaweb.com/humormedina (em baixo e onde diz "ARQUIVO").

    Duas destas foram escritas por encomenda (uma para o Boletim do ISQ e outra para o da AEIST). É o caso desta «OlivExport», cuja
    versão original é desnecessariamente longa mas pode ser lida em:

    www.janelanaweb.com/humormedina/olivexport.html

    --

    A personagem ainda deu origem a um e-book para jovens («O Clube dos Inventores»), que também pode ser lido nessa página.
    sniper said...
    Pior que um falso engenheiro chico esperto, é um engenheiro chico esperto.

Post a Comment