fixem este 'novo' conceito...

constavam elementos que não foram tomados em consideração por não serem de «leitura evidente».

... porque chegamos a um país onde agora até a iliteracia já serve de desculpa.

Publicado por Manuel 14:01:00  

1 Comment:

  1. Francisco Bruto da Costa said...
    Parece de "leitura evidente" que está a fazer falta um "estudo credível" de um qualquer gabinete ou observatório no sentido de este nóvel conceito ("elemento actualizado de leitura não evidente") ser desenvolvido e quiçá elevado à dimensão de pressuposto processual.

Post a Comment