As garras do falcão

Paul Wolfowitz, presidente do Banco Mundial, grande falcoeiro da guerra no Iraque, no Domingo, visitou a Turquia. Esteve na mesquita Selimiye. Tirou os sapatos, como é de obrigação e ficou...com as Burlington à vista:


Daqui.

Publicado por josé 22:02:00  

8 Comments:

  1. tina said...
    São as suas meias da sorte.
    timshel said...
    o título deste post, neste post, devia ganhar o prémio "o melhor título"
    josé said...
    Thanks.
    E que dirias se tivesse posto:

    "unhas de fome" ?
    timshel said...
    loool

    mas acho melhor o actual título

    as garras e o falcão

    lool
    ainda agora não consigo deixar de me rir quando leio o tùitulo e vejo a fotografia
    josé said...
    Quando era miúdo e os sapatos e botas não eram o que são hoje, em quantidade e qualidade( tirando as chancas, obviamente, mas isso é calçado específico), havia quem aparecesse na escola com a biqueira dos ditos, descosida.

    Todos diziam: "Olha: têm fome"!

    Assim, unhas de fome, ainda fica melhor, para mim. A semiologia é mais perfeita, ainda.
    MANHENTE said...
    As fraquezas dos poderosos são tão ternas...
    o-espectro said...
    O que prova que aquela moda do dr. Soares da gravata-sempre-na moda foi outra aberração. O Mitterrand dava a impressão que só tinha duas gravatinhas de elástico, o Khol e o Lafontaine, assim como o Blair e mesmo o PM gay belga, também se destacam pela archi-modéstia dos guarda-fatos. Em Portugal, é o contrário e para mal dos nossos governados. Niet
    timshel said...
    o expresso de ontem semi-plagiou o título

Post a Comment