sentido de quê ?...

Hoje tem-se falado muito de 'Sentido de Estado' - manifestamente um equívoco. Sentido de Estado é fazer o que tem que ser feito, doa a quem doer, quando tem que ser feito, não é certamente maquilhar os problemas, adiando a sua resolução, e de permeio agradando a todos os lobbyes que contam. Aliás, aqueles que julgam que os portugueses acreditam que os problemas da justiça se resolvem lá porque os principais actores por uns tempos não vão berrar para os telejornais arriscam-se a surpresas nada agradáveis. Mais tarde, ou mais cedo, atirar com as 'coisas' para baixo do tapete dá sempre mau resultado, com pa(c)tos ou sem eles...

N.A. É nestas coisas que dá gosto estar orgulhosamente, só e descomprometido, em absoluta 'minoria'. E não me venham com a cantilena de que (ter) a razão antes do tempo é tão má como estar errado...

Publicado por Manuel 16:15:00  

3 Comments:

  1. contra-baixo said...
    Dizem?
    Esquecem.
    Não dizem ?
    Disseram.
    Fazem?
    Fatal.
    Não fazem?
    Igual.

    Por quê
    Esperar ?
    Tudo é
    Sonhar.

    Fernando Pessoa
    contra-baixo said...
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
    naoseiquenome usar said...
    Ò Manel, há qunato tempo!
    "A principal conquista da educação, coniste em fazer o que deve ser feito, quando deve ser feito".
    Exactamente.
    E nao fomos nós que dissemos.
    Mas.. no actual estado das coisas, isso, é, lirismo!

Post a Comment