José Saramago enjeita modelo educacional de esquerda

O escritor afirmou que actualmente se vive "uma situação confusa", em que se confunde a "instrução", ligada ao conhecimento, com a "educação", ligada aos valores. "Onde está a educação na escola em que os professores são agredidos, humilhados, desprezados", questionou, argumentando que os docentes "são os heróis do nosso tempo".

Público

Publicado por Nino 15:29:00  

12 Comments:

  1. Valmoster said...
    Alguns docentes, a maioria talvez, são de facto heróis. O problema são os outros, uma pequena minoria, que não merecem sequer pertencer aos quadros do ensino mas de quem a escola não se consegue livrar. Venham as avaliações.
    lusitânea said...
    Não conheço nenhuma organização como a do ministério da educação que não seja objecto de constante inspecção.Nunca tive conhecimento de que ela exista no ME donde tanta tranquilidade em alguns professores que só lá andam pelo vencimento.
    Por outro lado os professores sem armas de disciplina e exclusão nada conseguem fazer.Aqui a doutrina é ou nos salvamos todos ou vamos todos ao fundo.È miserável o tipo de acusaçõe sque faz a ministra aos professores e escolas acerca da organização das turmas.Se fosse 1º Ministro era a sua última conferência de imprensa...
    Por incompetência de políticas é que a educação anda onde anda e em vez de assumirem a sresponsabilidades acusam os MENOS RESPONSÁVEIS
    Quem criou as escolas superiores de educação?Quem contrata sem sequer ver a pessoa contratada?
    Quem pode actuar sobre os maus professores?
    A sociologia dá nisto...
    RPM said...
    zaramago é, de facto, um artista
    se tivesse de pagar para não o ler não hesitaria; conseguiu converter o seu marxismo no turbo-capitalismo dos seus royaltis e entende que o povo não lê, excepto as mestelas dos seus livros cujas temáticas já passaram de moda há 20/30 anos na Europa. Em suma, trata-se duma fraude que tentou cilindrar publicamente a desgraçada da min. da Cultura. Resquícios do estalinismo; no Verão quente saneana colegas seus jornalistas qdo foi director do Dn; depois fez amizade com o lagarto havaiano de seu nome Fidel... Enfim, um curriculo invejável. E dpois ainda foi nobilizado. Onde fica o exílio...

    RPM
    António Viriato said...
    À parte as incoerências de Saramago, parece já não restar dúvidas, pelo menos a uma boa parte do povo pensante, que o actual Sistema de Ensino se transformou num rotundo fracaso. Há muito que ele era perceptível e só a demagogia delirante dos iluminados Especialistas do Eduqês, que têm parido as sucessivas reformas nas últimas décadas, teimava em negar a realidade do dito. Mas já não há retórica que o consiga encobrir. Várias gerações de Portugueses irão pagar, em incompetência profissional e em impreparação para o futuro, a obra desses Especialistas da Moderna Pedagogia. E, para rematar, já nem vale a pena discutir a bondade das reformas e dos programas, porque com o ambiente de anarquia e de violência que, entretanto, se gerou nas Escolas, nenhum aproveitamento educativo é possível. Que lindo serviço estas luminárias nos arranjaram... Quando terminará este pesadelo do Ensino Moderno ?
    António Viriato said...
    Corrijo : fracasso e eduquês, em nome de um outro Ensino.
    Arrebenta said...
    Faz parte do tal "Modelo de Esquerda" incluir a leitura de textos de Saramago nos programas... Como se já não bastasse o clime de iliteracia reinante.
    naoseiquenome usar said...
    sem conotações outras que não as reflectir, talvez valha a pena ler:
    http://dn.sapo.pt/2006/06/02/opiniao/educacao_insistir_modelo_futuro.html
    Pedro M said...
    Portuguese Research Universities: Why not the best?

    http://sodki.org/documentos/artigos/mit_vs_ist.pdf
    e-konoklasta said...
    O ministério, a ministra e a comissão enchem-nos com boas intenções e o Saramago com a sua senilidade. Cheios de ouvir asneiras até dizer chega...
    Tiburcius said...
    o estado fala fala fala e eu não o vejo a fazer nada como é opbvio fico chateado. estou farto deste país de ilusões...
    xatoo said...
    A Educação nunca será uma mercadoria

    o conjunto de propostas finais apresentadas pelo ME para alteração do estatuto da Carreira Docente do Ensino não Superior é uma verdadeira subversão do próprio sistema, não só do educativo, mas do sistema de valores hierárquico que define, na sua essência, o próprio conceito de Estado organizado.

    venha a Greve dos professores
    VENTURA said...
    Que grande besta. Mas será que temos de levar com eles até que Deus nos leve???
    Depois de levar com os "intelectuais da brilhante governação e da partidarite nacional", agora até esse velho gágá, com ideias malucas.

Post a Comment