Um mero exercício...

O governo pretende obrigar todos os desempregados a apresentarem-se quinzenalmente nos centros de emprego. A medida visa combater a inércia na procura de emprego por parte de quem se encontra desempregado. Muito bonito na teoria, completamente ineficaz na prática.

No centro de Emprego de Portimão (abrange os concelhos de Vila do Bispo até Albufeira), encontram-se inscritos cerca de 25.000 desempregados. Se 25.000 desempregados se tiverem que se apresentar quinzenalmente no centro de emprego, e como em cada 15 dias apenas existem 10 dias úteis, temos em cada dia útil a apresentação obrigatória de 2.500 desempregados.

Trabalham no centro de emprego de Portimão, 10 funcionários. Cada funcionário poderá atender no máximo 250 desempregados. Como os funcionários respeitam o horário de trabalho, terão 480 minutos de trabalho pela frente.

O que dá 1 minuto e 50 segundos para cada atendimento.

Dá para perguntar o nome e pouco mais….

Publicado por António Duarte 12:56:00  

10 Comments:

  1. Gomez said...
    É só (mais) um choque frontal entre a teoria e a "nudez crua da verdade", mas o lema parece ser "não deixe que a Verdade estrague uma boa propaganda"...
    irreflexões said...
    Dos 25000, quantos poderão dispensar dois dias por mês das suas "actividades paralelas", "biscates", "trabalho clandestino" e afins para se apresentarem?

    Nem que seja para se lhes perguntar só o nome e como é que estão a correr as coisas?
    Pedro Luna said...
    Vão ao Centro, formam em grupos de 100, cantam o Hino, saúdam a Bandeira e respondem à chamada...

    Depois assinam o livro de presençam e mandam cumprimentos ao chefe.

    G'anda Sócrates...
    CCz said...
    eheheheh!
    Os números, os factos, são sempre elucidativos. E obrigam as pessoas a descer à terra firme.
    Isabel Magalhães said...
    A TUGALÂNDIA no seu melhor! :)))
    Bikoka said...
    Excelente post!

    A matemática é uma ciência do caraças.

    Parece que o Sr. Sócrates vai implementar ao abrigo do dito choque tecnológico uma forma de uma pessoa se apresentar via internet no centros de emprego.

    Como não sei mas deve ser a única forma de cumprir a lei da apresentação quinzenal.
    conde d'assanha said...
    no problem ! Contratam-se mais meia-dúzia de funcionários para o Centro de Emprego. Diminui o desemprego e aumenta a eficiência do serviço !
    Out of Time said...
    Proponho o uso de formaturas por militares em quarteis em risco de ficarem desactivados, sempre dá um ar mais germânico e organizado. Em caso de faltas injustificadas deverá ser aposta uma estrela amarela nos prevaricadores. O uso de tatuagens numéricas será reservado a casos repetentes.
    Paulo Pacheco said...
    isso partindo do principio que os 10 funcionários deixam de fazer o que quer que seja. Inclusive dar entradas a empregos e desempregados!!!!
    Vida Involuntária said...
    Leiam no meu blogue o poema: "FEIOS,PORCOS E MAUS".

Post a Comment