uma questão estritamente política

Pesem as ilhas de bom senso que por aí persistem (ver a propósito tudo o que o Francisco José Viegas tem escrito sobre a matéria) suspeito que nesta coisa dos cartoons há muita gente que, pura e simplesmente, ensandeceu. Atente-se, por exemplo, no comovente comunicado da nossa República assinado por Diogo Freitas do Amaral. Os cartoons são inadequados e não deviam ser publicados porque alegadamente ofendem a sensibilidade dos muçulmanos, parece ser a cassete politicamente correcta do dia. Pois bem, também há por aí muita gente que se ofende com a exposição demasiada da carne, logo vamos proíbir, para não ofender toda essa gente, logo em nome do bom senso, a publicação e broadcasting de tudo o que é remotamente erótico e ou p0rnográfico ? Também há quem ache que o aborto é um crime sobre qualquer ponto de vista, em qualquer situação, logo, e por respeito a essas pessoas, e aos seus valores, vamos acabar com toda e qualquer discussão? ainda quem ache que a homossexualidade, sexo fora do casamento, o preservativo, o divórcio, etc e tal, são imorais, e logo deviam ser simplesmente proíbidos. Fazemos-lhe a vontade ? Ou, será que os valores de um muçulmano valem pura e simplesmente mais que os dos outros, que os de muitos de nós ?

Ao contrário do que por aí se diz a polémica dos cartoons não é uma questão religiosa. É sim uma questão estritamente política. Nós somos laicos, alguns deles confundem religião com Estado, ou veêm a fé religiosa como um instrumento (manifs espontaneas na Síria !? Acordem!) ao serviço dos interesses do Estado. E é nesse ponto fundamental, nessa conquista, na separação absoluta entre o que é de César, e dos homens, e no que é matéria d'Ele, que o Ocidente podia, e devia, dar o exemplo. Infelizmente, não está a dar.

Publicado por Manuel 15:20:00  

4 Comments:

  1. AM said...
    Publiquei no SEDE:
    http://forumsede.blogspot.com/

    "Pornoliberdade de expressão

    Quem percorrer a cidade do Porto (como, decerto, tantas outras) verificará que, na generalidade das lojas que se dedicam ao comércio de jornais e revistas, se encontram expostos em escaparates ou montras, à vista de todos, os mais diversos exemplares de jornais e revistas habitualmente classificados de “pornográficos” ou "eróticos" nas versões “hard” ou “soft”.

    Pessoalmente, acho essa exposição de extremo mau gosto e considero-a até ofensiva, nem precisando de citar situações específicas em que a localização dos estabelecimentos ou bancas poderia acrescentar mais algumas considerações ao simples “mau gosto”.

    É claro que os comerciantes além do DIREITO, tem a LIBERDADE de expor o seu produto, e se aquilo se publica é porque se vende, por isso tem que haver quem venda...

    (Gostaria aqui de deixar bem claro que estou longe, mas bem longe, de ser um qualquer tipo de moralista (verdadeiro ou falso) e que muito teria a confessar se fosse adepto de alguma religião que se dedicasse a tais práticas, não, não é disso que se trata, trata-se apenas de GOSTO, obviamente relativo, se bem que admita que, para outros, a questão até possa ser mais grave.)

    Mas, repito, os comerciantes tem a LIBERDADE de proceder desta forma e não serei eu que os irei tentar, pela palavra, demover dessa prática, até porque há certas coisas que ou se é capaz de ver, sem ajuda, ou então não há ajuda que valha.

    Agora tenho que reconhecer que me desgosta viver numa sociedade em que haja quem se sinta bem a ganhar a vida a publicar “daquilo”, em que haja comerciantes que não se importam de colaborar com esse comércio para ganhar mais uns tostõezitos e que não exista uma “pressão do mercado” que leve a que os comerciantes entendam que seria mais vantajoso, para a sua actividade global, demonstrar outro grau de respeito pelos seus clientes.

    Será que isto significa que eu sou defensor da censura?

    Ou será que entendo que a liberdade de expressão não é um dos valores fundamentais da nossa sociedade?

    António Moreira"
    Anónimo said...
    completamente de acordo c o post do manel.

    afastei-me um pouco da linha editorial (vou chamar-lhe assim) deste blog, mas neste caso, não posso estar + de acordo com este post.
    Todo este alarido nos países muçulmanos me parece encenado. muito encenado...
    Sofocleto said...
    Há os que «fabricam o incidente», há os que se «manifestam ofendidos» e há os idiotas que vão atrás disto tudo. Interesa, aqui, perguntar quem ganha com este «choque de civilizações». Quem ganha com este «extremismo islâmico»?
    Anónimo said...
    LIBERDADE ?
    O SAPO REMOVEU UM BLOG CHAMADO " ATRAPALHADAS"http://luar88.blogs.sapo.pt
    POR SER UNICAMENTE ERÓTICO, NEM UMA FOTO, TINHA QUE FOSSE DE SEXO OU PORNOGRAFIA
    ESTE BLOG TINHA EM MEDIA 100 VISITAS DIA.
    PORQUE REMOVER UM BLOG EROTICO ?

Post a Comment