um tiro no pé

A propósito disto, disto e disto, e disto, muito mais importante que os cartoons, um debate que já andava aí a tardar - a essência da nossa Civilização, da nossa Humanidade...

Eu não acho nem deixo de achar 'normal' uma pena de prisão para quem nega o Holocausto e prega as virtualidades do regime nazi e 'amigo dos judeus' - é secundário. O que eu acho absolutamente anormal é a 'indiferença' perante quem defenda aquilo! Tal como noutros casos tenho muitas dúvidas (na corrupção por exemplo) que a 'prisão' seja o remédio, mas causa-me impressão, e muita, a naturalidade, e indiferença, com que (na sociedade em geral) se assiste a este tipo de coisas, tidas como 'naturais'. Na minha bitola de valores, é tão 'free speech' vandalizar um cemitério como andar por aí alegremente a defender que não houve Holocausto. Por uma questão de respeito, não aos vivos mas ... aos mortos. Dito isto, reconheço a absoluta blindagem da argumentação quer do Vasco Pulido Valente, quer da avocada pelo Paulo Gorjão.

Ainda sobre esta matéria, e relativamente a dois posts publicados no Blasfémias, publiquei esta tarde um post, que entretanto removi, sobre qualquer ponto de vista, infeliz e, sobretudo desproporcionado. Não se acertam todas, e esse não foi definitivamente dos momentos mais elevados desta Loja. Ao Gabriel e ao João Miranda, do Blasfémias, assim como aos nossos leitores, que tem direito a esperar mais, as minhas mais sinceras desculpas.

António Manuel Meireles

Publicado por Manuel 22:45:00  

20 Comments:

  1. zazie said...
    olha só que bonito!

    ehehe ainda bem que lhe dei no toutiço.

    É o que eu digo. O Manuel é um daqueles casos que primeiro estranha-se ...

    mas é verdade. Aprendi a respeitá-lo também por isto. Pelo genuíno sentido de justiça.

    (mesmo mandando-me fazer os trabalhos de casa... eheheh )

    bjs
    irreflexões said...
    V. Manuel,

    Saúdo também o teu discernimento, para o qual, esclareça-se, não contribui. Não disse nada. Li e esperei.

    Tivessem outros este discernimento e certos dislates estariam já igualmente corrigidos.
    FORMIGA BARGANTE said...
    Meu caro Manuel, aliás António Manuel Meireles

    Você merece mais, mas muito mais, do que os comentários tontos das Zazies de serviço.

    Aquilo que acaba de fazer é um exemplo raro neste pais de anónimos, zazies e rititis.

    Este é um comentário " a quente".

    Amanhã, por mail, e já mais "frio",procurarei agradecer-lhe este seu gesto.

    Um abraço

    Fernando de Oliveira Gonçalves
    josé said...
    Também acho que o Manuel/António fez bem.

    Quanto à Zazie, meu caro Fernando de Oliveira Gonçalves, devo defendê-la aqui de qualquer reparo porque a conheço e acho que é mesmo assim uma das pessoas mais genuinamente espontâneas e directas naquilo que diz e pensa. E pensa bem. Muito bem. Há poucas pessoas que conseguem analisar discursos e sintetizá-los como ela o faz.
    Já o fazia no velho Pastilhas, onde a conheci e fá-lo agora.
    É uma pessoa que estimo- e não é por me defender.

    Como isto vai de assinaturas reconhecidas hesito em colocar a minha.
    Não ponho, mas quem quiser que ma peça- que eu dou os dados do bi.

    Cumprimentos.
    Anónimo said...
    O post foi retirado para retirar os comentários.
    Fernando Martins said...
    Não liguem... continuem a dizer o que pensam e o que sabem, que há quem aprecie e goste, mesmo não os conhecendo. Desta diversidade de opiniões nasce a luz e, raramente, um ou outro erro, que sabem prontamente reconhecer.

    Obrigado...!
    Anónimo said...
    Se o seu nome é António Manuel Meireles parabéns por se identificar. Falta o José
    Gabriel said...
    Caro Manuel,
    Aceites.
    josé said...
    Epá! Peça-mo pelo mail! Ponha aqui o seu nome...se quiser.

    Não se porte como um qualquer nonó.

    PEdir-me identificação e esconder-se- não está correcto.
    Anónimo said...
    Que a zazie é uma pessoa espontânea e directa já percebemos. Sai insulto e ordinarice a toda a hora. É só espontaneidade! Faria bem melhor se fosse um bocadinho mais ... contida. Para não envergonhar os amigos e a classe.
    zazie said...
    olha só, isto hoje é uam roda-viva. Primeiro passo uma boa parte da tarde a defender a GL. Depois cehgo aqui e vejo um post cujo teor me desagrada e digo-o com toda a clareza ao Manuel que me costuma tratar como uma tonta. Ele não me acha tonta e retira o post. Eu felicito-o. Chega uam formiga que até era só simpatias e chama-me tonta. E pior que isso... compara-me com...
    adiante.

    O que vale é que o José também é um amor apesar dos exageros

    ehehe
    isto é cá um mundo...
    ":O)))
    zazie said...
    ahahahah

    a classe das magistradas ficou manchada por eu ter chamado mongo a um destes papagaios

    loooooooooollll
    Anónimo said...
    Fica manchada por isso e, entre outros espectáculos (que seriam apenas ridiculos se não fossem uma exibição lamentável de falta de dignidade), pelo show que deu hoje no blasfémias.

    e também por defender com tanto amor este blogue de magistrados anónimos.
    zazie said...
    o show foi todo do autor do post.
    Eu limitei-me a colocar os links das suas palavras. Não gostou? eu também não. E sei que nenhuma pessoa minimamente decente era capaz de ler aquilo e não lhe dar a volta ao estômago por tão fraco carácter demonstrado.

    Como digo, limitei-me a fazer copy paste.

    Ainda se hão-de dar conta que até à tv mais valia irem encapuçados.
    zazie said...
    mas você que nem nick assina é que realmente é cá um exemplo de dignidade...
    ainda chega a presidente da câmara por esse caminho. Vai ver... tenha fé...
    Anónimo said...
    Chego-me a perguntar verdadeiramente se esta gente não devia estar toda internada: o que é que interessa o raio do nick ou lá como lhe chama? Não há paciência. Junto-me às outras vozes: MAGISTRADOS ANÓNIMOS E BOATEIROS não têm moral apara exigir nada de ninguém.

    Como já vários leitores convidaram: digam os vossos nomes e profissões NESTE BLOGUE.
    Anónimo said...
    Estive a pensar, a pensar e descobri o enigma: o josé é o musaranho coxo.
    musaranho-coxo said...
    é pá, não digas isso que assim toda a gente fica a saber da dentada que te dei...

    a malta tinha combinado silenciar o caso... tu sabes como- eu passava-te uns contactos de umas musaranhas bailarinas e tu dançavas a compaço...
    musaranho coxo said...
    mas não penses demais. Já se viu que isso te afecta a performence...
    musaranho coxo said...
    compasso,

    ainda que com compaço regra e esquadro também não ficasse mal

Post a Comment