uma oportunidade perdida

A pedido do Paulo Gorjão, o spinner meister da blogosfera lusa, o PSD acabou de anunciar um Congresso Extraordinário para 17 e 18 de Março próximos (presume-se que não em Braga...). No menú uma revisão estatutária mais ou menos confinada às directas. Uma perda de tempo. Impunha-se é um debate a sério sobre o programa do Partido, sobre a sua própria identidade, sobre o que o verdadeiramente o distingue, a si e às suas políticas do PS, e depois, aí sim, uma revisão dos estatutos em conformidade. Avançar com as directas , ou sequer debatê-las a seco, é uma pura perda de tempo. Tudo continuará como dantes.

Publicado por Manuel 18:53:00  

3 Comments:

  1. xatoo said...
    here comes the Bad Boy Santana Lux once again!
    Nuno Barata said...
    Essa questão das directas deve ser só para ficarem aisna mais parecidos com o PS.
    Antonio Balbino Caldeira said...
    Ó Manuel, do que se fala é de directa só para presidente do partido.

    As directas para escolha dos candidatos às eleições presidenciais, legislativas e autárquicas não são contempladas...

Post a Comment