por quem os sinos dobram

Medeiros Ferreira, em absoluto delírio, para não dizer desespero, ensaia aqui uma tese peregrina, a qual insinua claramente o interesse da candidatura presidencial de Cavaco na questão dos crucifixos nas escolas públicas. Medeiros Ferreira usa mesmo, pasme-se, expressões como 'cruzada religiosa'. Resumindo, ficamos a saber que quem lançou a 'lebre' daquilo a que Medeiros Ferreira apelida de 'Guerra dos crucifixos', é afinal um perigoso agente a soldo dos interesses não confessos cavaquistas. Como nota adicional, recorde-se que o artigo original, que foi capa do DN, cujos critérios editoriais o tornam sem dúvida o mais cavaquista dos jornais portugueses, foi assinado por Fernanda Câncio, outra 'cavaquista' na clandestinidade.

Publicado por Manuel 02:07:00  

1 Comment:

  1. diogenes said...
    E se se retiram os crucifixos das escolas, porque não também dos hospitais?

    ehehehe

Post a Comment