os segredos continuam a ser a alma do negócio

Vai ser interessante seguir o embate entre Luis Amado, Ministro da Defesa, e António Costa, Ministro da Administração Interna, a propósito da GNR. Não que toda a gente não tenha perfeita consciência dde que a GNR, enquanto força militarizada, não mais faz sentido, mas porque este foi o terreiro escolhido para medir pesos e delimitar influências. Que ninguém se admire pois se em socorro de Amado vierem pesos pesados como Jorge Coelho, e até colegas de governo como Alberto Costa, é que o que está em cima da mesa é perceber da real influência que António Costa tem sobre José Sócrates e avaliar se há ou não condições objectivas de travar a reorganização das secretas em curso, a qual na prática não só esvazia a secreta militar, como atrai toda a delicada informação para a órbita de António Costa...

Publicado por Manuel 17:44:00  

3 Comments:

  1. Anónimo said...
    "Tony, meu nome é .. Tony Silva, sou o grandé créador, de toda a música ró"..
    Foi por isso que o Tony foi para Ministro de: Estado, e da Adm. Interna.
    'Luta de galos'.
    ana said...
    o SIS é da alçada do Ministério da Administraçao Interna, assim como a GNR. O ministerio da Defesa nao tem nada a ver.
    Anónimo said...
    É mais uma reforma deste governo, no seguimento de outras.
    Acho bem porque é um sector confuso, onde é preciso ter ideias claras do que se quer, coisa inexistente em governos anteriores.
    Parece que agora há uma ideia mestra, bem estruturada, para o sector. Talvês devido à experiência de António Vitorino, que tem uma visão larga e abrangente sobre matéria tão sensível.

Post a Comment