economia e finanças

O Paulo Gorjão acertou em quase tudo. Só erra quando pressupõe como o móbil uma tentativa de lavagem de mãos por parte do novo titular da pasta das finanças, porque o que está em causa é muito mais que isso. Teixeira dos Santos, e aqueles que o puseram, não confia no tibuteante Manuel de Pinho, não lhe chegam as Finanças, quer mais, e livres (facilmente) de Campos e Cunha querem agora ver-se livre do Ministro da Economia. Não se admirem se, por causa da falta de peso e habilidade política de Pinho, e em nome da agilidade e harmonia governamental, se começar outra vez a falar da fusão das finanças com a economia.

Publicado por Manuel 20:25:00  

14 Comments:

  1. Anónimo said...
    CORAGEM PARA ENFRENTAR O MONSTRO

    Carreiras e subsidios congelados a partir de terça-feira

    A partir de terça-feira, passam a estar congeladas até final de 2006 as progressões nas carreiras e todos os suplementos remuneratórios dos funcionários públicos. O diploma foi publicado esta segunda-feira, no Diário da República.

    Os funcionários públicos, agentes e outros servidores do Estado, incluindo os que integram corpos especiais, vão ter, a partir de terça-feira, as progressões nas carreiras e todos os suplementos remuneratórios congelados até ao final do próximo ano.

    Segundo o diploma publicado no Diário da República, quem adquirir o direito à aposentação até 31 de Dezembro de 2005, e que até lá reúna os requisitos necessários para a progressão para o escalão seguinte da respectiva carreira, esta progressão será tida em conta para efeitos de calculo da pensão.

    O diploma publicado vai obrigar também ao congelamento dos suplementos remuneratórios «que não tenham a natureza de remuneração base» até ao final de 2006, nomeadamente despesas de representação, subsídios de alojamento, de residência e de fixação, de risco, penosidade, insalubridade e perigosidade e gratificações.
    ...................

    O resto do manuel e desta loja é treta para desviar a atenção do principal, que é a acção governativa CORAJOSA deste governo e deste primeiro ministro.
    Perde votos, mas governa.
    josé said...
    Pode ser que o Tribunal Constitucional tenha uma palavrinha dizer...
    Uau fascinante said...
    Estes cenários saem todos da sua cabeça?
    Chega lá com LSD ou anfetaminas?

    É que o resultado final é digno de um verdadeiro Tolkien!
    Anónimo said...
    O resto do manuel e desta loja é treta para desviar a atenção do principal, que é a acção governativa CORAJOSA deste governo e deste primeiro ministro.

    mai nada!.-))))
    Anónimo said...
    Vai lá vai...

    É que é já a seguir!
    Anónimo said...
    A conclusão do Eixo Norte-Sul, obra a cargo da Estradas de Portugal – EPE (Entidade Pública Empresarial), deverá estar finalizada até ao Verão de 2006, assegurou hoje o secretário de estado das Obras Públicas, Paulo Campos.

    A conclusão do Eixo Norte-Sul, obra a cargo da Estradas de Portugal – EPE (Entidade Pública Empresarial), deverá estar finalizada até ao Verão de 2006, assegurou hoje o secretário de estado das Obras Públicas, Paulo Campos.

    Este governante acrescentou que a abertura ao tráfego do troço final do eixo Norte-Sul poderá ser faseada ou de uma assentada: «tudo depende, das ligações a este troço, da responsabilidade de diversas entidades externas à Estradas de Portugal, estarem, ou não, concluídas a tempo dos diversos lanços em causa», explicou.

    Esta infra-estrutura será mais um elo para completar o anel de radiais rodoviárias na área metropolitana de Lisboa, permitindo a quem chega a Lisboa, vindo pela A1, A8 ou ponte Vasco da Gama, dirigir-se, por exemplo à ponte 25 de Abril sem passar pelo centro da cidade, e vice-versa, sem recorrer a duas vias habitualmente alvo de grandes congestionamentos de tráfego, como a Segunda Circular ou a Calçada de Carriche.

    Durante a visita que este membro do Governo efectuou a diversos locais da obra em curso, na companhia de António Laranjo, presidente da Estradas de Portugal, Paulo Campos sublinhou que esta «é não só fundamental em termos de acessibilidades e desenvolvimento da cidade, mas também ao nível das suas características ambientais e de recuperação de uma zona extremamente degradada dos concelhos de Lisboa e de Loures».

    «É costume dizer-se que as obras são más, que causam perturbações, mas esta obra é um caso em que, apesar de todas as condicionantes, se teve um grande cuidado em termos de arranjo paisagístico e que procedeu a uma requalificação muito significativa de toda uma zona degrada da cidade. Penso que será uma referência no desenvolvimento da cidade para o futuro e que permite concluir que as obras também podem promover a requalificação», acrescentou o secretário de Estado das Obras Públicas.

    Esta obra, com uma extensão total de 4,5 quilómetros, está orçamentada em cerca de 46,5 milhões de euros e está dividida em dois sublanços. O primeiro, de cerca de 25 milhões de euros, adjudicado ao consórcio Zagope/Construtora do Tâmega, fará a ligação entre o nó de ligação da CRIL, junto ao Túnel do Grilo, em Sacavém, e a Avenida Padre Cruz.

    O segundo, consignado no passado dia 8 de Agosto ao consórcio MSF/Construtora do Lena por cerca de 21 milhões de euros, respeita ao viaduto sobre a Avenida Padre Cruz, para ligação ao final do actual troço do Eixo-Norte Sul.

    Este viaduto terá cerca de 700 metros de extensão, com dois níveis diferentes de altura, terá quatro faixas de rodagem em cada sentido e já foi projectado para não interferir com a linha amarela do Metro, tendo igualmente previsto a extensão de respectiva linha vermelha.
    .................................

    Até que enfim temos obra e pouca conversa!
    tarik said...
    Quando aparece uma notícia na primeira página de um jornal que diz que um determinado ministro vai perder não sei quantos milhares de euros porque vai para o governo deveria ser caso para se dizer:
    Que grande homem que temos aqui. Dedicar-se desta maneira à causa publica prejudicando-se a si próprio.

    Só que ninguém o diz e sabe-se lá o que cada um pensa.
    Anónimo said...
    Venerável Irmão José das 11:08 PM

    "Pode ser que o Tribunal Constitucional tenha uma palavrinha dizer..."

    Pode ser que a realidade entre pela olhos adentro dentro de 1/2 anos e também tenha uma palavrinha a dizer. Aguardemos a queda deste regime, a sua implosão pela incapacidade de se sustentar...
    As acções deste governo apenas atrasam ligeiramente o inevitável, esta sociedade não funciona e não é sustentável, ponto.

    diogenes
    Anónimo said...
    Isto não é bem um governo. Parece mais uma comissão liquidatária.

    José Manuel
    josé said...
    Quando as pessoas sentirem verdadeiramente na pele o resultado prático desta política que terra queimada de relgalias e benefícios adquiridos, sem qualquer explicação senão a de fazer face ao défice monstruoso que ELES PRóPRIOS CRIARAM, será o próprio monstro a devorá-los.

    E podem ter a certeza que nessa altura as instituições passarão a funcionar, porque as pessoas em desespero, ficarão mais exigentes.

    E os portugueses não são um povo estúpido. São complacentes, mas são diligentes quando querem. Desenrascados, como lhes chamam. E perceberão de onde vem o mal e tratarão de arrancar a raiz.

    Quem enganou será castigado, não tenho dúvidas.
    Anónimo said...
    O menino zezinho tem alguma dúvida de que se o regime actual for mudado e substituído por outro muito diferente, o primeiro a ser varrido do mapa é o menino zezinho?
    Que, para sua felicidade, nem fica cá para contar como foi?
    josé said...
    Seremos então dois a lamentar:
    V. como nonozinho, vai chorar pela chupetinha partidária que lhe tiraram quando ela estava a saber tão bem...
    E seria bem escusado: bastaria que lá na sede do partidozinho a quem faz o frete de vir para aqui escreve banalidades, dissesse alto e bom som que são uns incompetentes e que vão levar isto á ruína!
    Mas para tal, seria necessário que V. visse mais longe do que a chupetinha que lhe deram...
    Anónimo said...
    menino zezinho:

    Serei eu apenas a lamentar:
    V. como zezinho simpatizante e sócio lá do clube, vai chorar pela chupetinha partidária que lhe tiraram quando ela estava a saber tão bem lá no emprego e no partido...
    E seria bem escusado: bastaria que lá na sede do partidozinho a quem faz o frete de vir para aqui escrever BOÇALIDADES, dissesse alto e bom som que são uns incompetentes e que os amanhãs que cantam o vão levar á ruína!
    Mas para tal, seria necessário que V. visse mais longe do que a chupetinha e a prateleirinda desta Loja que lhe deram...
    chuta pro tecto said...
    Anonymous das 8:01 PM

    Leia COM MUITA ATENÇÃO o discurso do seu Camarada Manuel Alegre!

Post a Comment