Ota é um erro histórico

O debate sobre a questão da construção de um novo aeroporto na Ota, não se deve encerrar com a demissão do ministro. Antes pelo contrário. Trata-se de um dever de cidadania.

Hoje, no Caderno de Economia do jornal Expresso, um artigo de opinião, onde são explicadas quais as razões pelas quais a Ota não deve ser edificada, e porque a crítica deve ser sempre construtiva, a apresentação de uma solução tida como integrante, concertada e inovadora. Um artigo da co-autoria de António Duarte e de Marco Ferreira.

O artigo será publicado na íntegra nesta Venerável Grande Loja, na próxima 2ª feira de manhã.

Publicado por António Duarte 01:49:00  

2 Comments:

  1. João Miguel Pais said...
    gostava de vos agradecer o trabalho que têm tido para expôr o erro colossal que poderá ser evitado, caso se possa acreditar que alguns tipos não são donos de um país.
    sabem de alguma coisa que um "cidadão anónimo" possa fazer para contribuir?

    bom trabalho,
    Rui Martins said...
    A Grande razão?

    Não há dinheiro! Ou será que os interesses dos financiados das campanha do PS falam mais alto?

Post a Comment