ABC da cidadania - versão Bloco de Esquerda

Num acampamento destinados aos jovens, o Bloco de Esquerda tem no menu um workshop, no mínimo, original. Chama-se «técnicas de desobidiência civil». A ideia é ensinar aos mais novos o «básico» para puderem estar preparados para o futuro. Sobretudo, para as futuras manifestações que a comunidade estudantil promete para os próximos tempos.

Os jovens do Bloco de Esquerda reúnem-se no próximo mês de Julho. O nome «técnico» deste workshop está incluído num programa «artístico». José Soeiro do Bloco de Esquerda explicou ao PortugalDiário que esta actividade «consiste basicamente em ensinar as técnicas de desobediência civil». Aprender a fazer «boicotes», «ocupação de espaços públicos», «como se comportar numa manifestação» e «como resistir a uma agressão policial» serão alguns dos temas abordados. E necessários para os dias de contestação que correm.

A desobediência civil é «uma forma de luta utilizada desde o tempo de Ghandi», diz José Soeiro, e recorda que em Portugal tem sido utilizada pelos jovens universitários, nomeadamente «no combate às propinas, quando os estudantes invadiram vários senados nas universidades».

Segundo os manuais dedicados ao assunto, «a desobediência civil corresponde a uma tradição de violação não violenta e pública da lei, concebida para chamar a atenção para leis ou políticas injustas».

Este tema está incluído nos «workshops artísticos» que integram o acampamento do Bloco, e é já o segundo ano em que o curso é ministrado.

Na senda da irreverência característica do Bloco de Esquerda, um workshop em desobediência civil é «obrigatório» para ingressar nas fileiras da contestação.

Portugal Diário

Publicado por Manuel 00:21:00  

6 Comments:

  1. Anónimo said...
    Será formação subsidiada?
    diogenes
    C. Indico said...
    OBRIGATÓRIO?
    Lá se foi a ideia libertária do BLOCO!
    O que vai na cabecinha do Dr. Louçã?
    Eric Blair said...
    Porque é que isso vos causa tanta urticária?

    Felizmente para os queijos, o que não falta são workshops obrigatórios sobre obediência civil. Nem precisam de se increver, já viram que sorte a vossa?
    O Raio said...
    Desobediência cilvil e outras formas de contestação vão tornar-se cada vez mais importantes.
    É cada vez mais óbvio que a estratégia seguida nos últimos anos de adesão à CEE (actual União Europeia) e de estar sempre no pelotão da frente, falhou e falhou retundamente.
    Actualmente estamos a tornar-nos num A new Argentina sem algumas das vantagens da Argentina, a de ter moeda e governo próprio.
    É que quando a economia estoirar, Portugal não tem nem moeda própria em que se apoiar nem um governo que tenha poderes para tomar medidas, quaisquer que elas sejam.
    Tudo estará nas mãos de Bruxelas. E Bruxelas de certeza que não nos ajudará!
    Só nos resta a revolta. E, no meio da miséria, todos os métodos serão bons.
    Os tais cursos do BE poderão servir para começar...
    Olindo Iglesias said...
    Estou a ver que "O Raio" e' um bloquista. O problema nao esta' na EU, mas na incompetencia dos politicos portugueses (BE), incluido!
    C.Indico said...
    RAIO, A ARGENTINA TÊM MOEDA E GOVERNO PRÓPRIO?
    1-Quanto á moeda, traz uma nota de lá e vende-a para reciclagem de papel.
    2-O Governo, bem, é o que chama TIPO GOVERNO.

Post a Comment