todos diferentes, todos iguais ?

No PS, exceptuando Lamego, ninguém quer Congresso; O prazo de validade de Ferro que acabava em Outubro, prolonga-se assim indeterminadamente (é tão imoral como a ascensão eventual a PM do Lopes pela porta do cavalo) . Isto não é muito diferente do que leva o aparelho laranja a querer entronar à viva força Santana. O raciocínio é aliás rigorosamente o mesmo.

A diferença é que se no PS há uma mera voz dissonante no PSD há já várias das bases às cúpulas... E nesse detalhe vai uma grande diferença.

Entretanto
dia sim, dia sim, lá parecem fontes anónimas, do santanismo profundo, a tentarem açaimar António Borges. Que Diabo, tanto temor porquê ?



Publicado por Manuel 18:38:00  

1 Comment:

  1. Antonio Balbino Caldeira said...
    Ó Manuel, a lei não é a mesma. Toda a gente sabe que a pedofilia esquerdista não é um crime... Portanto, Ferro tem legitimidade e Santana não...

Post a Comment