A última da ASAE

Já tinha lido no Público, li agora no JN e a notícia é da Lusa. Reza assim:

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) "aconselhou" a centenária fábrica das amêndoas de Portalegre a encerrar as portas, por falta de espaço, disse a proprietária, Joaquina Vintém, à Agência Lusa.
"A ASAE exigiu que a fábrica tivesse mais espaço para poder laborar e nós não temos para já essas condições. Por isso, aconselhou-nos a encerrar", declarou.

Para não fazer como certos jornalistas que escrevem segundo o que lhes parece, escrevi no Google, três palavras “amêndoas Portalegre Asae” e surgiu isto.

Numa das entradas, dá-se conta que o deputado Pedro Mota Soares, do CDS, já se pronunciou sobre o... “excesso de zelo”.
Mesmo sem procurar saber muito mais, o excesso aqui já nem é de zelo: é de ridículo.
E parece que não se pode exterminar…
Depois do que se passou no salão do Casino Estoril com a cigarrilha do Inspector-geral, não há ridículo que mate seja o que for.
Diz o povo que a quem perde a vergonha, todo o mundo é seu. Por isso, o caso é perdido.
Mas não será assunto perdido, formular algumas perguntas:
Quem é que forma os fiscais da ASAE? Que lhes ensinam? Onde aprendem e por que manuais? Quanto tempo tem o curso? Quem é que na prática os estimula a acções deste tipo?
E uma última: depois do que se passou no Casino Estoril, o Inspector Geral, o que é que ainda está lá a fazer?

Publicado por josé 15:52:00  

9 Comments:

  1. zazie said...
    Não há-de ser nada disso, José.

    Vai ver como na próxima crónica do nosso Historiador Rui Tavares vem tudo esclarecido e desmontado de acordo com o próprio "espírito da lei".

    É para isso que temos historiadores a trabalharem como jornalistas e olhe que aí não são pagos a berlinde.
    Laoconte said...
    A ASAE deveria aconselhar a quase milenária CML encerrar as portas, por falta de dinheiro.
    antonio said...
    Muda-se a exigua fábrica para os salões nobres do Casino do Estoril. Assim além de amendoas, também se fabrica uma riqueza, ou se a justifica.
    daniel jorge tecelão said...
    Será que a ASAE disse exactamente isso?
    Quem ouviu?
    Confiamos na narrativa do interessado.
    all said...
    As ASAE desta forma existem porque votaram nesse governo e segundo consta ainda tem a maioria...
    Assim sendo, o povo tem o que merece e demonstra uma falta de vergonha e dignidade imensa. Portugal não é uma democracia plena e gerou nas ultimas décadas uma geração de muitos incompetentes que ocupam lugares cimeiros. Não sei para onde o país pode se virar afim de encontrar um grupo de PORTUGUESES de cepa e qualidade para levar esse país a voltar a ser uma nação respeitada no mundo.
    Agora é uma pouca vergonha num todo.
    daniel jorge tecelão said...
    All,tente desenterrar Salazar!!!
    zazie said...
    É isso, é comer e calar, não se vá atiçar os dentes da reacção...

    (onde é que eu já ouvi isto)
    bitolas said...
    não vai ser necessário desenterrá-lo pois temos grandes esperanças na evolução do nosso eng. (?) ...
    JC said...
    Alguém me sabe esclarecer se o actual director da ASAE foi director da DGV?
    Aquele director da DGV que foi apanhado a conduzir o seu Mercedes pela auto-estrada em direcção ao Algarve a mais de 200 Kms/hora?

Post a Comment