Observatório 2008: os «endorsments» da Grande Loja


Seguindo uma tradição da imprensa norte-americana, e tal como fizemos há quatro anos ao declarar apoio a John Kerry contra George W. Bush, a Grande Loja do Queijo Limiano assume, hoje, os endorsments nos dois campos em disputa na corrida presidencial nos EUA.

Trata-se de uma tomada de posição que entendemos ser vantajosa — a partir de agora, e até à eleição geral de 4 de Novembro, quem nos ler saberá quem consideramos serem os candidatos mais adequados para exercer o lugar mais desejado da política mundial.

Quando, lá para Abril ou Maio (ou talvez ainda mais tarde...) se confirmarem os nomeados, faremos, também, uma declaração de apoio por um dos dois campos.

E, então, as escolhas da Grande Loja são...

Barack Obama no campo democrata
John McCain pelo lado republicano

3 razões para apoiar Obama:


— está a conduzir uma das campanhas mais estimulantes e inspiradoras da história americana. A «mudança geracional» e o espírito de «transformação pela positiva» que corporiza tem mobilizado milhões de americanos, de todas as raças, idades e estratos sociais. É, nesse aspecto, o candidato mais capaz de unir e «reconciliar» a América

— transmite uma imagem de verdade e «boas vibrações». Depois de anos de tensões e crispações na política americana, a eleição de Obama poderá constituir uma espécie de «lua de mel» para a América — até mesmo nas suas relações com o resto do Mundo

— se ganhar, olhará não só para a Europa e para o Médio-Oriente, como têm feito todos os Presidentes americanos (e como fará Hillary) e passará a lançar novas pontes para pólos emergentes como a China, a Índia, outros pontos na Ásia e, claro, África. Nesse sentido, Obama é o «candidato do futuro»


3 razões para apoiar McCain:

— é um político com uma carreira longa e respeitada, um maratonista de enorme resistência, que não vai atrás do «politicamente correcto» e já provou que não se assusta com a linha mais dura do Partido Republicano

— se for ele o nomeado, garantirá um duelo aceso, renhido, mas elevado com o nomeado democrata. Qualquer outra escolha do lado republicano implicaria uma vitória antecipada de Hillary ou Obama

— tem ideias válidas para a América e não as esconde. Quem votar nele sabe aquilo com que pode contar

Publicado por André 19:50:00  

2 Comments:

  1. Guronsan said...
    Só Obama e Hillary é que estão em dúvida...
    osátiro said...
    Obama é muito inexperiente, quer em termos nacionais, quer internacionais: é senador há apenas 3 anos, e não desempenhou cargos públicos relevantes.
    E não vejo como pode ele fazer essas pontes todas; qualquer candidato pode dizer isso, mas ter capacidade é outra coisa.
    Clinton era o que era e deixou a Rússia nas mãos de Putin, os talibãns no Afeganistão, encravou-se no Kososvo, deixou a Al Qaeda implantar-se, concedeu sempre o estatuto comercial de nação mais favorecida à China, enfim, um sem fim de asneiras crassas...
    Obama será um Clinton para pior.

Post a Comment