Tiro aos tordos


Um caçador de Idanha-a-Nova foi aos tordos. Foi detido. Estamos na época, então, onde esteve ele errado? Responde um porta-voz da GNR: “Ele gravava o pio dos tordos no telemóvel e atraía as aves com os toques.” Foi preso, pois, por modernices. Além do camuflado, legal, usou os toques do telemóvel, ilegais. As autoridades são sempre avessas às coisas novas e só contra estas as aves são protegidas. Que os tordos pensem que aquilo de verde oliva seja um arbusto em vez do caçador que realmente é, isso já se pode.

É engano antigo, logo, legal. Os governantes que são eleitos atraindo-nos com a canção do bandido e as empresas que nos fazem comprar dando-nos música só não são autuados porque esses métodos já são tradicionais. Se não, teriam a GNR à perna.


Ferreira Fernandes, Correio da Manhã

Publicado por Carlos 11:57:00  

3 Comments:

  1. Kane said...
    O CM e os seus escribas, num Português rebuscado, difícil...
    Sininho said...
    É um país de maldizentes:
    Não se louva um agente da ordem, por ter sido zeloso, no cumprimento do seu dever.
    Ora bolas...
    Francisco Bruto da Costa said...
    O agente de autoridade policial que protege os passarinhos dos malfadados toques dos telemóveis é mais do que um guarda, é um verdadeiro Poeta.

Post a Comment