Nova Gente

Vivo numa ilha sem sabor tropical
a fauna é variada demografia acidental
não é de origem elevada díficil de recensear
é mais que uma ilha é quase continental
não está cercada por água mas não faz mal
quem a rodeia por vezes é a força policial

Baby Doc ou Papa Doc nunca vi
nem qualquer ditador da América Central
cá não há candidato à autarquia local
só orgulho analfabeto mas com cultura geral
é tudo a mesma fruta a mesma caldeirada
é uma gente educada é a anarquia total
vivo numa ilha sem sabor tropical
não é de origem vulcânica
mas tem lama no Natal
não há saneamente básico
é o Bairro Oriental

Rui Reininho (in Psicopátria)


Tivesse sido o PS ou o PSD a despachar qualquer um daqueles dos seus autarcas e a generalidade iria aplaudir a medida (é por causa de um gesto semelhante que ainda hoje Marques Mendes tem algum crédito político) mas como foi com o PCP a situação muda totalmente, aliás tenho como adquirido que caso o comité central do PC, em vez de sanear o autarca, lhe tivesse dado um voto de confiança política, o tom das críticas ao Partido teria sido exactamente o mesmo ou pior. Só mais um comentário, ainda não cheguei à conclusão se é uma qualidade ou um defeito esta característica dos PC(s) de nunca abandonar os que, apesar de errarem, continuam fieis aos seus princípios. A propósito de uma situação semelhante, um amigo dizia-me há uns anos que a maturidade das organizações se atinge quando estas passam a ser capazes de “comer o seu próprio vomitado”, admito que possa ser assim. De uma coisa tenho a certeza, mal por mal é preferível que o ex autarca de Setúbal continue a ser do PCP e a militar activamente no PCP, caso contrário correr-se-á o risco de ele ir para o governo fazer companhia aos antigos camaradas o que seria bem pior, acreditem.

Publicado por contra-baixo 12:10:00  

4 Comments:

  1. rb said...
    Tem graça é ver os responsáveis do PC a justificarem a indicação do partido para que o autarca renunciasse ao cargo, dizerem, cândidamente, que se trata apenas da necessidade de rejuvenescer a autarquia. Isto ainda vai dar muito que falar ...
    DJ said...
    leiam http://barvelho.blogspot.com
    sniper said...
    O PCP para além de comer o vomitado, auto-recicla todos os seus fluídos corporais que são normalmente expelidos, independentemente da sua densidade. O Sr. contra-baixo deveria interrogar-se como seria na comunicação social, e não só, se o PS, o PSD ou o CDS/PP tivessem feito o mesmo que o PCP fez ao Sr. Carlos Sousa, isto é por um par de patins ao presidente da câmara durante o mandato, e não antes como fez por exemplo o meia leca do PSD fez ao Isaltino antes das eleições. Sr. contra-baixo, acredito tanto em si, como nas declarações ultra - comprometidas a roçar o patético e o hipócrita, desse grande camarada, amigo do povo, Jerónimo de Sousa, principalmente quando mandou falar os jornalistas falarem com a "concelhia" de Setúbal do partido, porque tudo " passa por lá". Jerónimo, esse grande descentralizador......
    Fernando Martins said...
    E, caro contra-baixo, que tal falar da coerência do PC, que, quando o José Burroso, também conhecido em Portugal por Durão Barroso, fez as malas e alpindrou para Bruxelas, achou que devia haver eleições antecipadas, apesar de o Governo proposto ter maioria na AR, o que neste caso até nem acontece...?

    Ou este aspecto não tem interesse?!?

Post a Comment