As portagens, quando nascem, deviam ser mesmo para todos

Publicado por irreflexoes 11:39:00  

8 Comments:

  1. contra-baixo said...
    por mim podem portajar à vontade uma ponte aonde só passavam comboios e uma outra aonde só passa o metro ...............LOL
    O-Naufrago said...
    mas...

    na do meio passam veículos ligeiros e pesados de passageiros.
    A foto não mostra, mas quer a montante da desactivada (inflizmente) ponte D. Maria I e a jusante da ponte da D. Luiz há mais duas pontes com trânsito.

    No entanto resgisto que o apoiante do governo PS (Partido Socrates)Irreflexões está a dar uma óptima ideia de negócio para uma qualquer «brisa»
    rb said...
    Se tudo o que nascesse em Lisboa também fosse para todos, então que viessem de lá essas portagens.
    Eric Blair said...
    Pois, Atento, ia ser esse o meu bitaite.
    maloud said...
    Eu estou decidida a ir a "Marrocos" fazendo bruços, crawl, costas. Só não tento a mariposa, porque o ortopedista ma desaconselha.
    FORMIGA BARGANTE said...
    Meus caros "queijeiros"

    Desculpem, mas deviam era pagar portagem por não estarem atentos à entrevista de hoje, no jornal Público, de Carmona Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

    Novos túneis que só servem o interesse imobiliário (o anunciado novo túnel de alcântara) mas pago pelos impostos de todos nós, outros túneis (o do marquês) que deve estar pronto "lá mais para o fim do ano", mas que depois não sabe quando será aberto ao tráfego, porque "aí há alguma incerteza", total ausência de referência a um qualquer plano estratégico para Lisboa, etc. etc. etc.

    Mas será que é só em Lisboa que somos governados, a nível autárquico, por verdadeiros incompetentes ? E aí pelo Porto, o vosso Rui Rio é melhor ? E nos outros municípios, quantos Carmonas e Rios polulam ?

    Que tal passar das portagens aos problemas de fundo ?

    Um abraço para todos vós, caros "queijeiros"
    maloud said...
    Vai haver mais túneis em Lisboa? Que horror! O "só eu sou honesto" não vai querer ficar atrás, e fura um junto a Serralves, para ter garantida mais uma telenovela com o IPPAR.
    Tem a reeleição garantida.

    Os problemas de fundo ocupar-nos-iam várias páginas, até porque a imagem inicial do Rio enfrentando o Pinto da Costa, viciou todas as análises. Ora, para se perceber a personagem e o seu populismo "opaco", tínhamos de começar por aí. Acho que a maioria dos "queijeiros" não teria paciência para isto.
    AM said...
    Cara Maloud (e restantes «queijeiros»)

    O Rio não vai inventar mais um túnel, mas já inventou um novo parque de estaccionamento, na rua de Gondarém (para quem queira ir à praia e não goste de transportes públicos) que vai implicar o abate de mais umas dezenas ou centenas de árvores centenárias (claro que depois planta uns palitos novos por cima das placas de betão).

    Quianto a Serralves, o IPPAR não se chateia, e melhor faria o Rio se fizesse um parque ao pé de Serralves, ou mandasse para lá a polícia municipal acabar com o escândalo do estacionamento indevido em Marechal Gomes da Costa, a pretexto de Serralves.

    Queria ir para Marrocos, Maloud, então tem que nadar para norte, em direcção ao norte de África :)

    AM

Post a Comment