sem emenda

Enquanto algumas almas, por tédio, se excitam antecipadamente por via do regresso do Dr. Portas ao prime time Teresa Caeiro, um capricho e exclusiva invenção de Paulo Portas, veio criticar as mexidas nas taxas moderadoras na saúde, usando e abusando de uma retórica populista e irresponsável de fazer inveja até ao PC. Àqueles que esperavam ver um Portas de Estado este pequeno episódio diz tudo, ou talvez não. Talvez o masoquismo seja mesmo o que está a dar.

Publicado por Manuel 16:49:00  

2 Comments:

  1. RPM said...
    Boa noite,
    qto à srª Caeiro há a dizer um lugar comum: quem tem uma cara laroca e um apelido sonante entra na moda; por erro mais grave entra tb na política. Representa o vazio do vazio, a pose, aquilo é a forma absolutizada da passarela na política - pq lá em casa todos diziam que a menina por ser caprichosa devia ir longe. E foi, subio a D. Carlos I, ou desceu a rua de S. Bento, depende.

    Mas falando de coisas mais sérias, já experimentou estreitar uma das suas fotos mais largas que lhe está a estragar o resto do blog, enviando tudo cá para baixo...
    Free..

    Best
    Rui Paula de Matos
    www.macroscopio.blogspot.com
    Capitão Tony Ventoinha said...
    A censura ainda existe por aqui em portugal, veja-se:
    http://ktaf.blogspot.com/2006/03/censura-ainda-existe.html

Post a Comment