A LEI1


  • PRIMEIRA LEI DO ABRUPTO SOBRE OS DEBATES NA BLOGOSFERA

    Evitar discutir a Posição, procurar atacar a Contradição.

    • NOTA 1 : Ao se passar da Posição à Contradição o debate ganha uma dimensão ad hominem. A maioria dos debates na blogosfera são ad hominem, na tradição da polémica à portuguesa.
    • NOTA 2: A Contradição é sempre uma fraqueza moral.

  • SEGUNDA LEI DO ABRUPTO SOBRE OS DEBATES NA BLOGOSFERA

    A ferocidade dos comentários está em relação directa com o seu anonimato mais o número de comentários produzidos por metro quadrado de ecrã / dia.

    • NOTA 1: O genuíno comentador anónimo da blogosfera tem um nick name, deseja ao mesmo tempo ser anónimo e ter uma identidade como comentador, reconhecida nas caixas de comentários.
    • NOTA 2: O comentador anónimo com nick name escreve compulsivamente em todas as caixas de comentários abertas que encontra, escolhendo de preferência as dos blogues com mais leitores.
    • NOTA 3: Os comentadores anónimos seguem em absoluto a PRIMEIRA LEI DO ABRUPTO.

  • TERCEIRA LEI DO ABRUPTO SOBRE OS DEBATES NA BLOGOSFERA

    A esmagadora maioria dos temas, comentários, reacções, alinhamentos, posições é absolutamente previsível.

    • NOTA 1: A falta de previsibilidade é punida na blogosfera como Contradição (ver PRIMEIRA LEI DO ABRUPTO), ou como "deslealdade orgânica".

  • QUARTA LEI DO ABRUPTO SOBRE OS DEBATES NA BLOGOSFERA

    A blogosfera tem horror ao vazio.

    • NOTA 1: Um lugar de um blogue é sempre preenchido por outro do mesmo tipo.
    • NOTA 2: Os blogues nunca morrem, são fechados e abertos logo a seguir com outro nome. A blogosfera é compulsiva.
    • NOTA 3: Os blogues colectivos morrem por implosão, os individuais por cansaço.
    • NOTA 4: A blogosfera é um lugar de fronteira, o Wild West, onde impera a "lei da selva" e o darwinismo social. Não é um local aprazível para os espíritos amáveis.
    • NOTA 5: A intensidade da zanga e da irritação na blogosfera é muito superior à da sociedade em geral (daí a SEGUNDA LEI DO ABRUPTO).

  • QUINTA LEI DO ABRUPTO SOBRE OS DEBATES NA BLOGOSFERA

    O carácter lúdico dos blogues diminui à medida que a importância da blogosfera aumenta na atmosfera.

    • NOTA 1: O carácter lúdico dos blogues é cada vez mais afectado pela imposição de etiquetas e por uma crescente normatividade na blogosfera.
    • NOTA 2: Os blogues colectivos são mais propensos à normatividade do que os individuais, pela necessidade de se auto-gerirem.
    • NOTA 3: O carácter lúdico dos blogues diminui à medida que as agendas mediáticas se tornam dominantes. Na formulação dessas agendas há hoje um contínuo blogosfera-atmosfera.

  • SEXTA LEI DO ABRUPTO SOBRE OS DEBATES NA BLOGOSFERA

    O tribalismo é a doença infantil da blogosfera.

    • NOTA 1: Os blogues são grupais, precisam imenso de companhia.
    • NOTA 2: A blogosfera tem evoluído do amiguismo para o grupismo e deste para o tribalismo. Permanecem, no entanto, leis de desenvolvimento desigual.


1 A inclusão da foto do Mullah Omar neste post não pretende, de forma alguma, ofender os milhares de seguidores que José Pacheco Pereira tem espalhados pelo mundo. Trata-se apenas de um elemento puramente gráfico, sem qualquer tipo de conotação política ou religiosa. Apesar de a nossa Constituição assegurar a liberdade de opinião, há símbolos, por tudo aquilo que representam para a modernidade, além da Virgem Maria e de Jesus Cristo, que merecem o nosso maior respeito. Esta nota impõe-se dado o actual contexto mundial de fractura cultural entre o Ocidente e o mundo árabe. Jamais foi minha intenção provocar um conflito cultural, que rapidamente poderia evoluir para um cenário de terrorismo à escala mundial, com os milhares de seguidores de José Pacheco Pereira.

Publicado por Carlos 16:33:00  

7 Comments:

  1. O Velho da Montanha said...
    Cá para mim, a Sétima Lei do Abrupto deve ser não ter caixa de comentários para não ter que aturar a "maralha" que ainda poderia chatear JPP e a élite onde ele se considera inserido.
    Caluda! Deixem o Guru pensar...
    AM said...
    Guru, diz bem o velho. Lá, na terra dos Gurus, o JPP estaria como peixe na água, de brânqias abertas e a barba mais comprida a rabejar a cauda.
    Os blogs são por natureza singulares na sua liberdade.
    Viva a liberdade e a língua lusa.
    biba eu, carago...
    lusitânea said...
    Eu quero ofender o mullah umar!A ele e aos seus amigos , admiradores e copiadores de doutrina!
    VIVA A LIBERDADE DE DENÚNCIA!
    Pedro Luna said...
    O facto do "tio" Omar só ter um olho é piada ao JPP...?
    Jorge said...
    Para que se perceba o peso da presença de Pacheco Pereira na blogoesfera (que não se confunde, de todo em todo, com o de Vasco Pulido Valente, só para dar um exemplo) recomendo a leitura atenta desta entrada na Enciclopédia Britânica http://www.britannica.com/eb/article-9004041 a partir daqui é só ler atentamente os livros que ele leu e sublinhou. é que não dá ponto sem nó. Para conseguir estar-lhe à altura só sabendo o que ele sabe. Sem inocências. as leis da blogoesfera não são ironias de espécie alguma. Fazem parte do que Pacheco Pereira sabe de agitprop.
    Jorge said...
    Já agora aqui vai mais um link para que se perceba ainda melhor com que linhas se cose Pacheco Pereira:
    http://www.sourcewatch.org/index.php?title=Propaganda_techniques
    Anónimo said...
    Está visto, vai ser preciso comer muita papinha para lhe chegar aos calcanhares ....
    Imagino o que se rirá lá no seu canto, ao ver os veneráveis desta loja a gesticular!

Post a Comment