perguntas e respostas

  • O Ministério Público, para além dos registos telefónicos de Paulo Pedroso, solicitou à PT registos de titulares de altos cargos de soberania ?
    • - Não, não solicitou. PT, MP, e 24 Horas estão de acordo
  • A PT 'avisou' que para além dos registos pedidos de Paulo Pedroso também iam como bónus, e 'escondidos', os demais registos, do de Sampaio ao de Souto Moura ?
    • - Nã0, não avisou. Parece que, neste ponto também está tudo de acordo.
  • Há alguma prova concreta de que o MP soubesse, tivesse usado, ou sequer tivesse a mínima suspeita de que aqueles dados estavam 'lá' ?
    • - Não, não há.
  • O MP tinha obrigação de saber ?
    • - Não, não tinha. Não lembrava nem ao diabo que 'aqueles' dados pudessem 'também' estar lá, e por muito fácil que seja 'à posteriori' consultá-los o facto é que isso é tudo menos espectável. Imaginem agora a seguinte historieta - Um grupo terrorista resolvia fazer um atentado em Portugal. Na véspera manda, por email, ao director do 24 Horas, um ficheiro do word a 'apresentar-se', mas omitindo que vai realizar um atentado. No dia seguinte um atentado ocorre. Nesse mesmo dia o tal grupo terrorista imputa toda a responsabilidade ao 24 Horas, porque no tal email enviado, escrito a branco sobre fundo branco, (como neste e neste post) estava 'anunciado' a data e o local do atentado. Acham mesmo que a culpa era do director do 24H, que devia ser bruxo ? Acham mesmo ?
  • E a PT no meio disto?
    • - Tabú. Pelos vistos prefere mandar tudo por papel, e o verdadeiro crime dos procuradores do Processo Casa Pia, foi terem pedido a info em formato digital. Obviamente foram os únicos em Portugal que tiveram tal ideia...
  • E Souto Moura ?
    • Há milhares de razões, legítimas e pertinentes, para se achar que Souto Moura é um mau , péssimo, PGR, simplesmente as invocadas nas últimas horas não estão entre elas.

Factos são factos, pelo menos deveriam ser.

Publicado por Manuel 10:17:00  

2 Comments:

  1. on said...
    Lutz said...
    Que a notícia não surgiu, e exactamente agora, de forma inocente, também me parece óbvio.
    A questão não deixa de ser assustador por isso. Antes de discutir as responsabilidades do MP niste, que existem, no meu entender, perguto: A PT (e os outros operadores) dispõe de imensa informaçâo sensível sobre nós. Quem controla que ela não chega nas mãos erradas?
    E: puderam facultá-la ao MP sem ordem de Juiz?
    Voltando à responsabilidade do MP:
    Eu sou arquitecto, na minha vida profissional tenho alguma, mas comparado a um investigador do MP reduzida responsabilidade de sigílio e de assegurar que os dados transmitidos são os a transmitir e não outros. O que exclui que dados com importância vinculativa (a semelhância dos que entram num processo judicial) nunca serão ficheiros informáticos do MS-Office.
    São PDF.

Post a Comment