O Dr. Rui Rio decidiu enveredar numa nova cruzada. Parece que há pelo menos 30 anos que os trabalhadores da recolha do lixo ao serviço da Câmara do Porto recebem 'ilegalmente' cerca de 20% do seu salário (sob a forma de um complemento pelo facto do trabalho ser nocturno) pelo que a CMP decidiu, em vésperas de Natal, naquela que é a visão da legalidade reduzir-lhes os vencimentos nos tais 20%. Deu numa greve, e num milhão de toneladas de lixo por recolher. Isto agora, daqui por unms meses vai dar em outsourcing ou privatização. Até pode fazer sentido, mas há, tem que haver, formas mais limpas de fazer as coisas.

Publicado por Manuel 16:45:00  

2 Comments:

  1. sabine said...
    Concordo totalmente.
    Illdependent said...
    Os jornalistas dão-se muito mal com números e o Grande Irmão também podia ter parado e pensado um bocadinho:

    do JN de hoje

    As cerca de 1400 toneladas de lixo que se amontoam nas ruas da cidade do Porto deverão demorar entre quatro a cinco dias a serem removidas. Uma meta avançada pela Câmara do Porto, mas que é contrariada pelos trabalhadores dos serviços.

    "Pensamos que já amanhã seja possível remover o lixo mais visível, ou seja, os sacos colocados fora dos contentores. E, durante o fim-de-semana, a recolha ficará normalizada", afirmou João Avelino, do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL).

    O vice-presidente da Câmara Municipal do Porto, Álvaro Castello Branco, referiu, por seu turno, que irá ser feito um esforço suplementar.

    "Vamos reforçar as voltas e recorrer a trabalho extraordinário para limpar a cidade. Dada a quantidade de lixo amontoado, penso que necessitaremos de quatro a cinco dias", afirmou Álvaro Castello Branco.""


    do DN de ontem

    Miguel. As palavras do internacional português Miguel, que acusou Luís Filipe Vieira de ter faltado à palavra no processo de transferência para o Valência, não agradaram ao Benfica. Os responsáveis encarnados ficaram surpreendidos com as declarações de Miguel e não irão desistir de receber a indemnização, dois mil euros, a que dizem ter direito, para compensar a saída do lateral.


    Com a Ota milhões biliões trilhões é tudo a mesma coisa

Post a Comment