Candidato presidencial chora por extinção de Pacto de Varsóvia e adiamento de aliança com Irão

Jerónimo de Sousa defendeu ontem a dissolução da NATO, criticou a "política de militarização da União Europeia" e apoiou a "solução pacífica dos problemas internacionais".

Publicado por Nino 06:39:00  

4 Comments:

  1. Kzar said...
    E o que é que admira?
    Principe Negro said...
    Assim vais longe camarada Jerónimo.
    Mais uns anitos nesta trajectória e já está em condiçoes de te juntar ao camarada Lino para também tú liderares majestosos projectos de desenvolvimento socialista como por exemplo a OTA. E tudo para beneficio e alegria de todos nós simples Otarios contribuintes que ainda não conseguimos perceber como é que as contas nestes projectos nunca batem certo. Deve ser porque nós na nossa rudimentar e alienada existencia, ainda não compreendemos esse conceito sofisticado da matemática variável, que consegue o milagre de converter prejuízos em lucros e na qual 1+1 afinal podem não ser 2 mas quem sabe 10, 100 ou até 1000.
    E.C. said...
    meu deus, há gente desactualizada... é bem verdade que, neste momento, a nato já deveria ter sido extinta. se nos lembrarmos, era uma organização com o propósito de se opor ao tal pacto de varsóvia. mas o que eu pergunto é: o que é que isso interessa neste momento? lá está: acho que este tipo, quando acorda, ouve as cassetes com os discursos do lenine para não se esquecer do que realmente interessa.

    ed (experienciab.blogspot)
    Kzar said...
    Pensando bem, concordo com a conveniência da extinção da OTAN.

    Em qualquer caso a quase totalidade dos seus membros desistiu já de manter a segurança do Ocidente e do seu modo de vida. Aceitaram, como uma fatalidade, e às vezes até com júbilo, que a prazo a civilização ocidental seja submergida.
    Só os States, com alguns apoios pontuais, mantêm uma atitude firme. Além do coro geral de críticas e injúrias que isso a todo o passo lhes vale, a propósito e a despropósito (a América é hoje, para a "intelligentsia" europeia, a culpada de tudo e por tudo), ainda por vezes se vêem atrapalhados nas peias diplomáticas que a OTAN propicia aos submarinos da barbárie e à esquerda deserdada do Sol da Terra, revanchista e epilética.
    Acabe-se pois com a OTAN e deixe-se que os americanos trabalhem.

Post a Comment