josé freire antunes, deputado do psd eleito - ainda não deve saber como - pelas listas do porto, foi número dois (!) em substituição de pôncio monteiro, também vai apresentar uma moção ao próximo congresso do psd. «caso surjam dois ou mais candidatos nas áreas do centro e da direita, o psd promoverá um referendo interno, tendo por universo os seus 133 000 militantes, para decidir qual o candidato a apoiar», propõe o historiador na sua moção, hoje divulgada, avançando com a data de 1 de setembro para a realização da consulta. é a tentativa manifesta de guterrização do psd, quando não se tem ideias, chuta-se para canto, um demite-se de tomar, e assumir, decisões, neste caso propõe-se um referendo. e já agora que tal uma sondagem primeiro para ver quais os nomes adequados ao tal referendo ? patético.

uma última nota ainda sobre freire antunes, e aquele outro autarca em part time de ourique - não consta que as culpas da sua entronização como deputados da nação possam, em bom rigor, ser todas assacadas ao dr. lopes. e, não podendo, há por aí alguns neo-reformistas a quem ficava muito bem um mea culpa.
.

Publicado por Manuel 00:41:00  

2 Comments:

  1. Antonio Balbino Caldeira said...
    Manuel

    Essa recusa da democracia directa há-de ser uma fase temporária, creio...
    Manuel said...
    Caro ABC,

    estamos na Páscoa. Podemos argumentar que a decisão de Pilatos em mandar crucificar Jesus Cristo foi um efeito secundário da tal democracia directa "e na hora". Afinal ele perguntou, referendou como agora se diz, à plebe que esta preferia "salvar". Votaram em Barrabás...

Post a Comment