enfim, uma "prenda" de aniversário como deve ser...


From: Jorge Van Krieken
Reply-To: jvk@reporterx.com
To: grande.loja@gmail.com
Cc: correio@porto.tr.mj.pt, correio@porto.diap.mj.pt, mailpgr@pgr.pt, directoria.lisboa@pj.pt
Date: Wed, 1 Sep 2004 17:58:47 -0400

Assunto: apresentação de queixa-crime contra oe membros da publicação online http://grandelojadoqueijolimiano.blogspot.com


1. Fui informado por um leitor acerca de um artigo publicado na vossa publicação online em http://grandelojadoqueijolimiano.blogspot.com/ , no dia 1 de Setembro, pelas 12:28 horas, assinado por um me´mbreo do vosso grupo, de pseudónimo Manuel, e onde se lê o seguinte:

«Em bom português a lógica que rege a cabecinha da juíza Filipa Macedo não é em nada diferente da que rege certos agentes a soldo das defesas como Jorge Van Kriecken»

2.

a) Dado que estamos perante uma difamação e calúnia grave, que atenta ao meu bom nome pessoal e profissional, assim como à honorabilidade da minha família;

b) visto que estamos perante uma conduta difamatória continuada, que visa consciente e dolosamente provocar-me prejuízos pessoais e profissionais;

c) conduta essa agravada pelo facto de vários dos membros dessa publicação serem magistrados, a quem cabe não só a defesa da legalidade como o exemplo de uma conduta séria;

informo que procederei a uma queixa-crime contra o(s) autor(es) dessa publicação online, que conta com vários milhares de leitores diários, pelo que agradeço o envio URGENTE da identificação completa da pessoa que assina sob o pseudónimo de «Manuel», assim como dos restantes membros dessa vossa publicação online, informação essa que será entregue às autoridades competentes.

3. Informarei igualmente o Conselho Superior do Ministério Público, dado estarmos perante indivíduos magistrados, a quem solicitarei a abertura urgente de inquérito.

4. Também o Ministério da Justiça (dado que o tal Manuel parece ser funcionário do sector de informática) será contactado formalmente, no sentido de apurar responsabilidades dessa estrutura no envio de informação caluniosa, e utilização indevida de meios públicos.

5. Agradeço o envio urgente da informação solicitada, e que este mail seja entregue a todos os membros dessa pblicação, entre eles o magistrado Pinto Nogueira, que julgo exercer o seu cargo no tribunal da Relação do Porto.

Mais informo que procederei a análise exaustiva sobre a conduta difamatória da vossa publicação, nomeadamente o que nela foi publicado acerca de várias outras pessoas, entre elas o próprio Presidente da República.

Jorge Van Krieken
Jornalista
Carteira Profissional nº 2687

1 de Setembro de 2004

Neste País o direito à opinião e até ao disparate é livre para todos e não só para alguns ungidos ou inimputáveis. É certo que desafiamos e furamos o status quo de que JVK é tão acérrimo defensor e, podem estar certos, que responsavelmente mas sempre sem medos ou tibiezas continuaremos a fazê-lo.

Quanto ao
resto aguardamos serenamente sem pesos na consciência e sobretudo sem medo de ameaças, sendo que por estas bandas cada um sempre foi responsável pelo que escreve pelo que o artifício rasca de pedir a identificação (!) de todos os nossos escribas mais não é que uma tentativa soez de censura encapotada que visa tão somente tentar calar as vozes livres e insubmissas que por aqui opinam...

Publicado por Manuel 23:52:00  

70 Comments:

  1. zazie said...
    olha só... já tivemos o primeiro casamento da blogosfera, vem aí o bébé a agora estreia-se o porcesso...ehehe
    Não percebo nada de leis mas se fosse comigo se quer identificação faça a queixa que não dou conversas a porteiras cuscas ";O)))
    Serradura Iliquida e mais Sóbria said...
    Com que então muitos comerciantes do queijo são magistrados?
    Muito bem, muito bem...
    Pinto Nogueira said...
    Sou das pessoas que respondem a todas as cartas, mesmo àquelas que não fazem sentido. Como é o caso. Desconheço o SR.emitente e não me ocorre ter-me sido apresentado Em todo o caso lhe deixo os meus cumprimentos pelo desvelo denunciativo. Que se divirta, mas que não me chateie que não estou para o aturar.
    zazie said...
    este gajo é uma galinha choca! então se acha que foi insultado que se queixe por si! não tem nada que meter outros ao barulho nem fazer queixinhas ao local de trabalho do que o insultou nem armar-se em defensor do presidente. ora! há palhaços com cada umbigo...

    Se é assim, o Manel que delegue no Luchino Visconti eheheh ia jurar que fazia o trabalhinho limpo e com todas as letras ";O))))
    zazie said...
    Completamente, Pinto Nogueira! a porteira que vá chatear as comadres dela. Ora essa!
    zazie said...
    ó pra elas, aparecem logo, mulherio travestido de um raio... ehehehe
    Manuel said...
    Zazie,

    quanto a "locais de trabalho" posso afiançar que tenho tanto a ver com o Ministério da Justiça como com o Sport Lisboa e Benfica, ou seja NADA...
    Pinto Nogueira said...
    Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
    Pinto Nogueira said...
    MANUEL: eu vou mandar fotocópia do BI.
    Manuel said...
    Ó PN cuidado...

    o tipo ainda apresenta uma queixa alegando que o sentido de humor viola a lei ;)
    Anónimo said...
    Se todos são assim responsáveis, porquê o medo de se identificarem? Onde está a ameaça à livre expressão, se diz que todos estão de consciência tranquila? A mim, perdoe-me a franquesa, parece-se que você está é muito nervoso. E se bem conheço a fama do van Krieken, bem pode ficar, pois ele não o larga nos próximos 10 anos.
    Boa sorte, que bem precisa.
    Pinto Nogueira said...
    O SENHOR TEM É INVEJA DOS MEUS POSts.
    Pinto Nogueira said...
    Ó Sr. Anónimo, Você q é tão corajoso, bote aqui o seu nome, como eu faço.
    zazie said...
    Manel, eu nem quero saber! eu nunca pergunto nada de pessoal a ninguém! disse local de trabalho porque foi o que a peixeira disse. Seja lá qual for.
    E, apesar de às vezes andar ás turras contigo, estou por ti, rapaz, completamente.
    O que disse é que não deviam ir na conversa de porteiras. Eu cá entendo a blogosfera como um pub ou um café. Não tenho que me apresentar ou pedir identifcação aos restantes clientes.
    Todos sabemos que num bar só há identificação colectiva quando se anda à porrada e alguém chama a polícia ";O)))
    eu cá exigia isso mesmo. Ou quer andar à porrada ou faça lás queixinhas que entender se é galinha ":O)))
    e toma lá uma beijoca

    P.S. já agora vai um bombay?
    Manuel said...
    Nervoso eu! Mude a graduação aí da parabólica... Eu não quero é stress ;)

    Depois de ter ouvido dizer que num dos últimos domingos o Prof. Marcelo a propósito dos dramas públicos do barranquenho Zé Maria perorou longamente sobre o penoso sofrimento, sacrifício (!) e drama (?) que é ser figura pública a última coisa que me apetece fazer é dar o nome só para satisfazer a curiosidade e voyerismo mórbidos de uns quantos. Não quero tachos nem protagonismos, discutam as minhas ideias, rebatam-nas, ataquem-nas mas deixem-me em paz...
    zazie said...
    Pinto Nogueira, e se fosse só dos posts ehehehe

    Galináceos do caraças... estas marias querem é meter o nariz na vida alheia. Saber se é colonável, se é importante, se dá na tv ou no jornal. E a galinha que se sentiu ofendida quis foi pavonear-se. Não e coragem nenhuma dar o BI um gajo que vive de ser figura pública. Coragem era dizer ao Manel que escolhesse local e hora para ajustar contas. ";O))
    António Duarte said...
    Terei ouvido alguem aqui falar em Bombay Sapphire Tonic ?
    zazie said...
    totalmente de acordo. Diz ao gajo que aceitas resolver a coisa como um homem ou então que chame o maninho mais velho ":O))))
    Anónimo said...
    "Botaria", se soubesse como. Tal como seu amigo Manuel bota, ou Visconti, ou a Zazie bota. Ou serão todos eles "cobardes"?
    Quanto a si, caro "magistrado", deixe lá a pose de importância e não se esqueça que é funcionario público, que vive à custa do contribuinte. Deixe estar, que eu até percebo o seu nervosismo. Aconselho-o a informar-se rapidamente sobre quem é o van Krieken. Acho que ele tem familia do Porto, velhos jornalistas da cidade.
    zazie said...
    exactamente, António, um bombayzinho azulinho com água tónica! tchim! tchim! ":O)))
    zazie said...
    Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
    António Duarte said...
    Zazie...Então com Lima a substituir o Limao fica delicioso....e mesmo o que eu preciso..vou ser acusado por um cidadão que nao me conhece de lado nenhum , sobre o qual nunca referi uma palavra qualquer depreciativa ou apreciativa, tão simplesmente porque o desconhecia...

    Pensando melhor...dois bombays tonicos...
    zazie said...
    o anónimo fique sabendo que ninguém me apresentou o senhor. Ando por aqui há um bom tempo com este nick que já tinha do site do David Lynch onde nunca ninguém me pediu identificação. E depois, no Pastilhas, todos tinhamos nicks. Conheço uma série de gente da blogosfera porque são pessoas que apetece conhecer por via das ideias que se vão tocando. Não é o seu caso.
    zazie said...
    o António também? ehhehe não acredito. Só eu estou moritnha para ir para tribunal e o raio do advogado nem com Sapphire...
    a rodinha de lima nunca experimentei...
    Anónimo said...
    Quem é aquele "ANÓNIMO".Um PIDE ressuscitado?
    António Duarte said...
    Zazie...

    Sem comentários. Este e um dia marcante para mim.
    zazie said...
    á.. és o António daqui... desculpa, pensei que era o outro do profundo. Rapaz, eu cá não vos conheço mas se for preciso alguma coisa digam que a Zazie é testemunha ":O)))
    Agora a sério. Espero que não tenhas chatices. Eu por acaso ando com elas mas em sentido inverso e por moneys. O que, não é por nada, mas considero muuuiiito mais grave... ";O)
    António Duarte said...
    Abonatoria ou de acusação zazie...
    Anónimo said...
    Que chatices, ZAZIE,o gajo quer qualquer coisa, mas sabe bem que o que o Manel escreveu não é difamatorio nem para a Nossa Senhora. O que quer é que é mistério, mas quer. Ou foi encomendado para intimidar. Ou já recebeu? Ou quer saber? Ou gravar.? Ou vender? Ou perseguir que é o seu forte...gratuitamente, tá-se a ver...
    Anónimo said...
    Ou não quer nada e está gozar-vos?

    Outro ANÓNIMO.
    Anónimo said...
    É GRANDE OPORTUNIDADE PARA O MANUEL PROVAR SER VÍTIMA DE PERSEGUIÇÃO POLÍTICA. É GRANDE OPORTUNIDADE PARA O MANUEL CONCRETIZAR AS SUAS INSUAÇÕES E NÃO SE REFUGIAR EM FIGURAS DE ESTILO. Ou será que agora se amedontrou?
    Anónimo said...
    Ena, os blogues já merecem processos!

    Parabéns GLQL

    Mário

    http://www.retorta.net
    Anónimo said...
    Caríssimo Manuel, parece-me que objectivamente e de facto você difamou JVK.
    A menos que tenha certeza e prova cabal de que ele se encontra “a soldo das defesas”, o que duvido.
    Terá seguramente essa convicção. A maneira como o disse, apesar de formalmente anunciar um facto, para qualquer pessoa com dois dedos de testa, surge como uma opinião. Na escrita jornalística, existe este cuidado, mas como a sua é informal, essa barreira, fica esbatida.
    É natural que JVK se sinta magoado ou ofendido (se bem que não tenha percebido onde fica o lugar para a ofensa à família).
    A haver queixa, parece-me uma forma de resposta desproporcional. O direito de resposta, que você já garantiu, parece-me suficiente, mas isto é claro, penso eu. Das dores de JVK só ele sabe, e a queixa é um direito que lhe assiste.
    Já não percebo é essa necessidade de identificar os outros “postadores” do blog. Nem essas referências à sua vida profissional, e muito menos à vida profissional de NP ou dos outros “postadores”.
    Votos para que continue e postar da forma (informal) que lhe é própria.
    João
    Anónimo said...
    E a identificação seguiu ou não? É que, para todos os efeitos, houve difamação. A não ser, claro, que prove a veracidade das imputações.
    O Padrinho said...
    Boa, Manel! Na 'mouche'! Difamação? Resolvido com o 'direito de resposta'.
    De resto, tudo se resume à vitória dos blogues. Sobre a 'vida, vidinha'. Pim!

    azia-do-dia.blogspot.com

    O Padrinho (o próprio)
    Anónimo said...
    É claro que houve difamação. É altura de BLOGs ou não BLOgs serem responsabiolizados pelo que publicam.
    Parece-me também normal a alusão à "honorabilidade da família", pois uma acusação daquelas (agente a soldo de...) não só atinge o próprio, como toda a sua família, que beneficará do "soldo" do pai.

    É normal que JVK , atingido na sua honorablidade pessoal e profissional, queira saber quem são os bloguistas, o que fazem, o que os move. Espero, até, que nos elucide a todos. Em nome da transparência.

    A resposta do Manuel é emenda ainda pior que o soneto. Em vez de apresentar as suas desculpas, comporta-se com arrogância e prepotência, diz não ter medo de ameaças (pelo que li, JVK não ameaça, dá uma certeza) e chega ao cúmulo de dizer que o facto de JVK ter pedido a identificação dos restantes bloguistas "é que uma tentativa soez de censura encapotada que visa tão somente tentar calar as vozes livres e insubmissas que por aqui opinam"!

    Incrível são as reacções de uma tal Zazzie e do magistrado do Ministério Público Pinto Nogueira, tal é a prepotência, desprezo e arrogância dos seus reparos.

    Espero que JVK não desista deste processo, pois será útil (e divertido, convenhamos) ver o réu Manuel a explicar publicamente as suas prepotências insultuosas.

    Um conselho, JVK: meta-lhe também um processo cível de indemnização, pois são esses os que mais dóiem.

    Observador
    Anónimo said...
    Manuel: siga uma opinião, só opinião. Você já deu guarida a isto tudo...direito de resposta e tudo. Desde quando é que o Dr.Ricardo Sá Fernandes ou o Dr.Nabais são difamados por estaresm " a soldo " dadefesa? Não se pode tomar parido? Pela defesa ou acusação? Foi assim que eu li, e leio, a expressão do seu post. Mande os gajos à ...
    Anónimo said...
    Caro Anónimo

    O seu comentário tocou mesmo na mouche. De facto, os Drs. Sá FFrnandes e Nabais são pagos pelos arguidos para exercerem a sua função de advogados, para os defenderem. O que o Manuel escreveu, objectivamente, é que o jornalista van Krieken é também pago pela defesa (arguidos) para fazer os defender, usando assim o jornalismo como um "negócio", corrupto.
    O que acha se se dissesse que Souto Moura, ou outro magistrado do MP (como Pinto Nogueira, um destes escribas) são "agentes a soldo da defesa" (arguidos) de um caso crime?
    Já agora, porque será que este Manuel tem assim tanto receio em assumir-se e identificar-se publicamente?
    Gomez said...
    Não se pode estar um dia sem vir a esta Loja que se perdem logo grandes novidades!
    Pela parte que me toca, informo que quando o Senhor Jorge Van Krieken fizer a fineza de me indicar em qual dos meus posts me referi à sua pessoa e/ou por qualquer forma o difamei, terei muito gosto em analisar a sua pretensão.
    Anónimo said...
    Ainda comecei a comentar. Face ao melindre da questão., resolvi fazer um post. Vozes livres e insubmissas, aqui fica a minha opinião.Monty
    Pinto Nogueira said...
    Também faço como o GOMEZ. Entrego-me, mas não me lembro. Nem conhecia, nem conheço o OFENDIDO mas sempre assumi os meus posts. e comentários, ao invés das "ratazanas".
    Anónimo said...
    Não acham que o nosso país se tornou num país dos "queixinhas"? São os políticos... são os não políticos... eh pá, e tudo por merdinhas de honras e supostas virgindades éticas! Não acham? Alguns parece que até querem comer o próprio pensamento alheio!
    Olhem, eu sou um nabiço principiante (eh pá injuriei-me a mim mesmo!não há por aí um voluntário que se queixe por mim?) nestas paragens da Grande Loja do Queijo Limiano e da blogosfera, mas parece-me que em boa hora comecei.
    Na verdade, encontrei um espaço verdadeiramente livre para me expressar e fazê-lo sem medos, com anonimato. E vou continuar com o anonimato. Como dizia o outro, Alegremente, "a mim, ninguém me cala". Afinal antes do 25dabril não abundaram os anonimatos, os pseudónimos e outros escapes? e o país-mental,e até democrático, estará assim tão diferente do do Marcello Caetano?!Olhe que não! Olhe que não! Lamentavelmente,não!
    A censura é feita pelas redacções da imprensa e seus interesses,(e por várias outras vias "democráticas", por baixo da mesa), como bem o afirmou o Fidel de Castro em discurso nas Nações Unidas (e nisso tem razão).
    O sistema dito democrático actual, já não o é (e podemos discutir isso), e inventou novas formas de perseguição --por exemplo, profissional, indirecta, nos concursos, nas inspecções, nas notações, na cunha, na rasteira, etc. etc.-- muito subtis mas igualmente persecutórias,vingativas, senão mesmo piores do que as do tempo da velha senhora. Ao menos a velha senhoa assumia-o. Agora, faz-se "à calada democrática"! O desejo e a necessidade de anonimato (que eu cultivarei)deve-se ao facto, justamente, de o sistema actual nunca dar voz a quem não a tem, nunca ouvir quem devia, ouvir quem não devia e nunca permitir, sem represálias, o face-to-face. Eu não me escondo de nada nem de ninguém, no anonimato. Eu defendo-me dos abutres, dos falsos amigos e dos censores da arquibancada,os invejosos sempre prontos a denegrir o outro para se manterem eles à tona,politicamente correctos,e dos "bufos" das estruturas administrativas de poder, que abundam,apesar do 25dabril. Na minha opinião, desculpem,o que mudaram foram as moscas! E os efeitos do dinheiro europeu, que cá entrou, depois do imposto rectroactivo decretado pelo então 1º Ministro Marocas, é claro... O resto... moscas!
    O país, por isso, tem realmente medo de se expressar, o país tem medo e não confia nos políticos, não lhes pode dizer o que sente, nem entende valer a pena -- e precisava disto, exactamente assim.E só assim faz sentido.
    O país precisava de um espaço, que, além de expressão verdadeiramente livre, fosse um espaço de terapia colectiva.
    Espaços de terapia,--sim porque o país está efectivamente adoentado e meio louco--onde cada um pudesse partilhar e deitar para fora o que lhe vai na alma.
    Peço desculpa pela minha tacanhez ou ingenuidade de principiante,mas parece-me assim. Sinto-o e posso agora ter este privilégio de partilhar ideias que depurei ao longo de muitos anos de observação e de comprovação.
    Para mim, é excelente.Para o resto, tenho os jornais e revistas.

    Ninguém será apologista do insulto aqui, digo eu, como não deve ser noutros lados.E é verdade, pelo que vejo, que há ali uma tirada infeliz e escusada. Mas, pelo amor de Deus, sejamos razoáveis, era o que faltava vir agora o sistema de "queixinhas", mariquinhas, de "tiós" e "tiás",intimidatório, por questões de opinião, ou por falta de poder de encaixe. Se calhar perdeu-se pelo que podia ter sido dito e ficou talvez por dizer dela. Foi pena o excesso, mas não se deixem intimidar.
    Sugiram que à dita que faça queixa também para o Tribunal Constitucional e para o Conselho Europeu!!!!
    Eh pá, por este andar, temos de começar a levantar o problema das necessidade quotas para Homens,nas instituições!
    Vivam vocês todos e eu também!!!
    Anónimo said...
    O jornalismo não é um "negócio corrupto". Tem as suas "artes", não tem? É como o outro que gravava cassetes e depois lhas "roubaram...", não é, ó bufo.
    Anónimo said...
    Retiro o "bufo" e peço desculpa.
    zazie said...
    António,

    Fui chonar e acabei por não responder.
    Claro que seria abonatória. O António tem feito um excelente trabalho aqui na GL. Minucioso, objectivo, rigoroso e sem se salientar com opiniões ou comentários em excesso. O caso da Galp foi o melhor trabalho de toda a blogosfera. Só por isso a GL era um excelente blog.
    Depois é extremante bem educado e ainda por cima gosta de comboios... ";O) claro que seria abonatória.

    Como sou apoiante de toda a GL. Representam uma das raríssimas possibilidades de tratar as questões socais do modo que me agrada.
    Objectivo, o mais afastado possível do ideológico, com factos, com rigor, bem montado, e depois quem quiser que grite que apanhou com a bomba ";O)))

    Neste caso o melhor será não darem importância em grupo e, insisto, a galinha choca que venha cá e comente ou então que resolva o que é pessoal como um homenzinho.

    Mas não vale a pena dar muito troco a outros vampiros que gostam muito de aproveitar estas coisas para aquilo que todos sabemos.
    E, quanto a isso, vocês têm tido paciência de santo... O Gomez então, devia merecer o céu... ";O)))
    António Duarte said...
    Que me recorde nunca em nenhum dos meus posts aqui publicados por este Loja por mim, me referi seja em que termos for ao Senhor Van Krieken, porque simplesmente em nada me interessa aquilo que ele escreve. Jamais por isso o poderei ter ofendido seja em que termos for.

    Melhores cumprimentos

    Antonio GLQL
    zazie said...
    Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
    Anónimo said...
    Ora, finalmente algo com que entreter a malta... vão ver que daqui a dois dias já ninguém em Portugal fala do barco do amor, ou do aborto, ou do sg ventil, já nem sei bem... Vão ver!! É o Expresso a largar manchetes atrás de manchetes com o processo JVK v Manuel, é o Correio da Manhã a citar fontes profundamente conhecedoras do processo, é o DN a publicar um artigo de opinião de Jorge Sampaio sobre o assunto, é o JN a fazer artigos de fundo... de página... vai ser bonito vai! Quem se vai rir com isto é o Paulo Portas e o PSL...
    primo Sousa
    Anónimo said...
    E já me esquecia, gaita! O Pacheco Pereir@ vai dizer q
    zazie said...
    ups! isto tinha erros e apagou-se...

    • Pinto Nogueira e Gomez
    • Eu não sei se vocês estão a dizer que se o anormalzinho for para tribunal que se "entregam" se é mais ou menos isso ok.
    • Mas deixem primeiro a galinha ir para tribunal, por favor! a galinha não disse que ia para tribunal por causa de vocês.
    O galináceo disse que foi insultado conjuntamente com o Presidente da República!

    • Eu aguardava a reacção do Presidente da República.

    E aproveitou isso para pedir batatinhas pelo colectivo do blogue. Ora, bastava à galinha ir ali ao lado ao Barnabé ou ao bdE para ver quem insulta o presidente, se é que uma figura pública pode ser considerada insultada quando até serve de modelo para caricaturas na tv...
    E nem o Papa escapa.
    Ora este blogue teria de ficar no fim da lista dos que até passam a vida a "insultar" essas personalidades.
    Vê-se bem ao que o tipinho se referia... e aí o tipinho tinha de provar muita outra coisa...
    Creio que não deviam dar pretextos para que, à custa destas manobras de diversão, outras "manobras" os tentassem silenciar.
    E ia jurar que se a coisa não anda mais por aí então é porque o queixoso é mesmo uma galinha choca.

    P.S. creio que, solidariedade à parte, não precisam de se sentir envolvidos em escritos que não escreveram.
    Quanto ao Manel, já lhe disse que tem o meu apoio e que devia desafiar o queixoso a resolver a questão como gente grande.
    Caso contrário que traga os restantes envolvidos que enunciou.
    Anónimo said...
    E já me esquecia, gaita! O Pacheco Pereir@ vai dizer que já viu isto algures, se não me engano n´"Os Etiopes" do Hugo Pratt, com o Corto Maltese a fazer de Manuel e o "assassino" a fazer de JVK...
    E esperem que não vai faltar uma posição duríssima do meritíssimo Eurico Reis na SIC Notícias, colocando-se claramente do lado do De Niro no "Show Time..."
    primo Sousa
    dot said...
    Óra eu tába a leste deste paleio todo, e fui ó Gugle prucurar e tupei aqui o que é uma kriken: é uma GINJA, carago! :-)

    Ó pá, as ginjas tenhem caroço, ou gánham caroço?

    Atão já preçevi purque o Sr.Ginja aicha que foi inçultado, é que aquilo tem áçidos (açim cumó sulfídrico, bulgo peidos-de-bidro, ou o asséptico, bulgo binagreta), num leba sal, puriço num á salário.

    Coanto á família Ginjal, é purque atráz de cada ginja bemçe outra, e outra, puriço se fále da Ginja cão elas.

    Á coizas que num çe págão, e o Sr.Ginja afirma que fás tudo por amor, e grátiz. Amor a quê, um dia se saberá ;-)

    Ó Sr.Ginja, carago, iço num é azia a mais? Amandar tantas cópias num é SPAM?

    Aqui no Porto há um tasco "Ginjal", mas num é acãoselhábel a garotos...
    Anónimo said...
    esse krieken é muito falado. Está realmente a soldo das defesas? o mail dele parece um bocado tonto (tipo lone ranger passe o trocadilho). Eu não percebo de leis, mas se alguém escrevesse que o teixeira (que sou eu) está a soldo de alguém (e não o estivesse) acho que ficava lixado. legalmente não sei se é calúnia, saberão os magistrados. mas que é borregada escrevê-lo publicamente é, na minha modesta opinião. Mas esta está poluída, preconceito decerto. Pois, e parafraseando um célebre blog, todos os homens honestos assinam as suas opiniões, pelo menos as expressos nos idos de março.
    e vai de anónimo por causa do blogger
    jpt (tem blog, ma-schamba)
    Anónimo said...
    O Sr. Ginja, se não está a soldo da defesa, por convicção, evidentemente, imita, pelo menos, muito bem.
    Anónimo said...
    Vocês estão a dar publicidade gratuita ao tal Ginja. É o que ele quer.
    Anónimo said...
    "...visto que estamos perante uma conduta difamatória continuada, que visa ...".
    (aparentemente) JVK (neste post)

    Por curiosidade, que é das tentações que mais me mobiliza, fui procurar a continuidade difamatória nesta GLQL.
    Das seis ocorrências que o google encontrou para JVK e van Krieken (em posts anteriores), 2 delas usadas pelo Manuel, não encontrei nada que possa ser considerado difamatório.
    Devo ter procurado mal.
    João
    dot said...
    Juão, prucura mais e num incontras, é cumo ginjas ;-)
    Anónimo said...
    Àparte o anedótico a leitura da "queixa" do sr. Krieken deixa no ar pelo menos uma questão verdadeiramente interessante - a da competência territorial. Quem será competente para julgar/investigar? o "crime" ocorreu aonde em concreto?

    Como nota final, soldo era o que era "dado" aos combatentes/soldados no antigamente. Esse soldo podia ser em géneros, quer como salário, quer como parte do saque, quer como simples guarida/abrigo... Assumindo-se o sr. JVK como um lutador, aliás um combatente pela "Verdade" e pela Liberdade, "vencendo" ou não terá sempre o seu soldo, ou quiçá a sua quotaparte no "saque" (notem-se as aspas), soldo este que pode ser material ou "moral"... Inferir pois do escrito pelo Manuel que existiu uma intenção indiscutível de calúnia e difamação é no mínimo curioso e mais não é do que mais um tiro no pé do Sr. Krieken. É o mesmo que afirmar, e se por absurdo as teses que ele defende, tivessem o mínimo de sustentabilidade, que o o sr. Krieken não mereceria um prémio pelo seu "jornalismo de investigação" (irra, até me ardem os dedos) porque ao aceitá-lo estaria a lucrar com a "cabala" que desvendou.

    Sobre a menção a Jorge Sampaio nem vale a pena falar...

    Continuem pois, que (ouvir) a Verdade pode doer mas mais tarde ou mais cedo vem sempre ao de cima.

    Votos atrasados de Feliz Aniversário

    PBG
    Anónimo said...
    "Estar a soldo de outrem" tanto pode querer significar que alguém recebe dinheiro de outrem (sentido literal) como pode significar que alguém desenvolve actividade no interesse de outrem, independentemente de qualquer pagamento ou de qualquer acordo com o beneficiado(sentido figurado).
    Como, na linguagem corrente, a palavra soldo já não é muito usada no seu sentido "metálico" - não sei se me faço entender... - creio que a expressão utilizada pelo Manel, nos termos e no contexto em que o foi, deve ser interpretada no seu sentido figurado, que é o mais corrente, ou seja, que as posições de JVK sobre o processo da Casa Pia têm correspondido aos interesses da defesa, independentemente de qualquer remuneração ou mesmo de qualquer acordo.
    Entendida nestes termos, é duvidoso que a expressão possa ser considerada ofensiva da honra e consideração de JVK visto ser notório que as posições deste sobre o caso têm coincidido com os interesses da defesa de alguns dos arguidos.
    Admito, no entanto, que, se eu fosse jornalista, não gostaria muito de ouvir alguém acusar-me de estar a soldo da defesa. Quem gostaria?
    Preferia que me dissessem, de uma forma mais polida e elegante, qualquer coisa do género: "ó pá, todos os teus artigos sobre o caso da Casa Pia mais não são, objectivamente analisados, do que a defesa encarniçada da inocência de alguns arguidos e o ataque feroz à actuação da acusação!...". Até podia ser mentira, mas, se calhar, não me doía tanto.

    UM LINGUISTA DE PASSAGEM
    Luís Bonifácio said...
    A Grande loja tem feito mais pela informação dos Portugueses que todos os jornais, revistas e televisões em Portugal (O post de hoje sobre África é um bom exemplo).
    O Manuel tem todo o meu apoio caso a queixa do "MUITO MENTIROSO" Van Krieken for para a Frente
    Carlos said...
    Ainda de férias, fui alertado para esta ameça de queixa. Sem querer perder muito tempo, considero que num Estaod Democrático o direito à fanfarronice deve ser respeitado. assim como as consultas com o António Lobo Antunes deveriam ser obrigatórias para quem requeresse o estatuto de fanfarroneiro. Penso que com esta medida, a democracia apenas pagaria um «preço livre». Capice?
    Anónimo said...
    Impressionante, como isto tudo desmorona e se descobre tão facilmente toda a mediocridade com que este grupo de «Lojistas» está alicerçado.
    E os aplausos da corte!!
    Anónimo said...
    Ó MANUEL, desculpe, mas está a dar importância muita ao Molestado. Já basta. Apague isto e dê-lhe oportunidade de responder aqui. De contrário, isto nunca mais acaba, homem.É o que ele quer, jornalista que nem conhecia e passei a conhecer. Em que jornal escreve, ou rádio fala, ou TV se exibe?.Nunca vi.
    Anónimo said...
    A esta hora a Felícia Cabrita deve estar apavorada.

    ( http://www.reporterx.com/media/felicia.mp3 )
    Antonio Balbino Caldeira said...
    O primeiro blogue em tribunal? Não têm coragem. Esta malta da pedofilia quer é silêncio. O que menos deseja é a blogosfera unida contra eles. Os pedófilos da rede e os seus cúmplices receiam o poder da blogosfera.

    Cão que ladra não morde. Não haverá queixa nenhuma. Mas o mail - parece que queixa é outra coisa... - indica que os blogues começam a fazer mossa na presumida inocência pedófila. Fazem mossa os factos - que os media tradicionais sabem e escondem - e faz mossa a explicação independente e rigorosa da lei que corrige as manigâncias das defesas que os media tradicionais veiculam, obedientes.

    Como é evidente, o Manuel tem em mim uma testemunha. Permito-me até sugerir que a Grande Loja abra uma subscrição de testemunhas preventivas.
    Anónimo said...
    Como é q alguns anónimos q vêm pedir contas às pessoas q estão aqui identificadas não assumem o seu nome? isto de se dizer q o fulano não se identifica (qdo o fulano do blog diz aqui o seu nome...) e depois é o anónimo q tem medo de dizer o nome, eheh...
    a cobardia e a hipocrisia imperam e neste caso da pedofilia tresanda. Como se não soubessemso todos, por tão óbvio q é,q há jornais e jornalistas a soldo da defesa - bah, q lata desse Van qq coisa q nunca tinha ouvido falar. E a msg q a Felícia cabrita deixou ao tal van krieken! temos mulher!

    cobardolas de merda esses q querem processar este blog, (faz-lhes mossa a vontade de desmacarar a hipocrisia, não é?) acho q vão é estar muito caladinhos, com tantos telhados de vidro q têem :P

    Cris
    Anónimo said...
    Não querem lá ver a cavalgadura... Lololololol...
    Joaquim Manuel COUTINHO RIBEIRO said...
    Eu não sou escriba deste blog, mas, já agora, porque conheço algumas das pessoas que aqui escrevem, ofereço-me para ser arguido, testemunha, advogado ou que acharem melhor. É o mínimo que posso fazer, não é? Em nome da liberdade de expressão, que alguns usam a seu favor de forma dilatada, mas que não deixam que os outros a utilizem.
    Anónimo said...
    EH PÁ! POR FAVOR! PONHAM UM AÇAIME NA ZAZIE!
    A RAÇA DO CANICHE NÃO SE CALA! DIRIA QUE METADE DOS COMENTÁRIOS DESTE BLOG SÃO DELA. É POLUENTE E TEM UM LADRAR IRRITANTE.
    日月神教-向左使 said...

Post a Comment